TCM indica fraudes em contratos assinados por ex-secretário Bethlem

De acordo com relatório do tribunal, prejuízo aos cofres públicos somam mais de R$ 155 milhões

Por O Dia

Rio - Foram descobertas pelo Tribunal de Contas do Município (TCM) irregularidades em 49 contratos feitos pelo ex-secretário de ordem pública, assistência social e de governo da prefeitura do Rio, Rodrigo Bethlem (PMDB). Como mostrou o RJTV nesta segunda-feira, o prejuízo soma R$ 155,3 milhões.

O resultado da investigação chega um ano após o escândalo envolvendo Bethlem. Na época, numa gravação feita pela ex-esposa do secretário, o ex-deputado federal confessava receber dinheiro de convênios feitos através da secretaria que estava à frente. Bethlem confessou também ter aberto uma conta na Suíça, como mostra a reportagem do RJTV.

A matéria cita um contrato assinado entre a secretaria e a Casa Espírita Tesloo, que previa ações de proteção social em Santa Cruz, na Zona Oeste, no valor de R$ 12 milhões. Apesar do acordo formal, não há comprovação de distribuição de lanches para usuários de crack, segundo o TCM.

O relatório do TCM mostra que os contratos sob responsabilidade de Bethlem não eram fiscalizados. E mesmo quando a prestação de serviço não era comprovada, o dinheiro continuava sendo repassado.

Últimas de Rio De Janeiro