Policial militar é preso em flagrante por associação ao tráfico e com R$ 87 mil

Ele e comparsa foram presos em Macaé e saíram do Morro da Pedreira, em Costa Barros, para abastecer o tráfico na região

Por O Dia

Rio - Policiais militares do 32º BPM (Macaé) prenderam em flagrante, na madrugada desta quinta-feira, dois suspeitos, entre eles um policial militar, por associação ao tráfico de drogas. A prisão ocorreu na RJ-168, em Macaé, e com os eles foram encontradas uma pistola de uso restrito, cinco celulares e R$ 87 mil em espécie.

Segundo da PM, policiais do 32º BPM receberam informações que os homens saíram do Complexo da Pedreira, em Costa Barros, estariam abastecendo o tráfico de drogas na comunidade Nova Holanda, em Macaé. O chefe do tráfico no Morro da Pedreira é Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, bandido mais procurado do estado e cuja recompensa é de R$ 50 mil.

Dinheiro apreendido com policial e comparsa em rodovia em Macaé%3A eles levavam o dinheiro para o Morro da Pedreira%2C em Costa BarrosDivulgação

O policial militar Paulo Tavares Junior, de 40 anos, e Julio Couto Cardoso, de 26 anos, foram presos quando se dirigiam de carro à comunidade de Costa Barros. No abordagem, os policiais encontraram o dinheiro, a pistola 9mm e os aparelhos celulares dentro do veículo. O PM disse em depoimento que a grande quantia era proveniente do tráfico de drogas na comunidade de Macaé. De acordo com a 123ª DP (Macaé), eles responderão por associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

O PM, que era lotado no 23º BPM (Leblon) também informou no depoimento já ter cumprido pena no Batalhão Especial Prisional (BEP) da Polícia Miliar. Segundo o 23° BPM (Leblon), onde o policial era lotado, ele já foi encaminhado ao BEP e será submetido a Conselho Disciplinar. Em nota, a Polícia Militar informou que o policial foi excluído em 2008  da corporação por deserção. Em 2009, no entanto, foi incluído novamente depois de ordem judicial.

Últimas de Rio De Janeiro