Copeira vítima de bala perdida no Complexo do Alemão segue internada

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, quadro de Fátima Aparecida de Oliveira dos Santos segue estável

Por O Dia

Fátima Aparecida%2C 27 anos%2C foi baleada na varanda de casa na Favela Nova Brasília%2C no Complexo do AlemãoLeitor WhatsApp O DIA (98762-8248)

Rio - A copeira Fátima Aparecida de Oliveira dos Santos, baleada na madrugada da última quinta-feira, segue internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Ela, assim como o garoto João Vitor, de 11 anos, foi atingida durante uma troca de tiros entre policiais militares e traficantes na Nova Brasília, no Complexo do Alemão. De acordo com informação divulgada nesta sexta pela Secretaria de Estado de Saúde, seu estado é considerado estável

Fátima, de 27 anos, foi atingida na varanda da sua casa, na localidade conhecida como Praça do Terço. Já o menino, foi atingido na perna. Na manhã de quinta, a irmã da copeira, que não quis se identificar, revelou que deseja deixar o Complexo do Alemão por conta da violência. Eles moram no conjunto de favelas há duas décadas.

"Se eu tivesse condição eu sairia (do Complexo do Alemão). Aqui não tem condição de morar mais, todo dia é a mesma coisa", desabafou. Por conta dos conflitos, mais de 2 mil alunos da rede municipal ficaram sem aulas na quinta-feira. No entanto, segundo a Secretaria Municipal de Educação, o funcionamento das escolas nesta sexta está normal.

Últimas de Rio De Janeiro