Dom Orani vive a realidade do 'rebanho', afirma em nota arquidiocese

Cardeal viveu momentos de terror aos ser assaltado no Viaduto de Quintino, na Zona Norte

Por O Dia

Rio - Em resposta ao assalto sofrido pelo cardeal arcebispo Dom Orani Tempesta, na noite deste domingo, a Arquidiocese do Rio divulgou uma nota ressaltando que o religioso, durante a abordagem dos criminosos, esteve sempre preocupado com a integridade física dos ocupantes do carro e que 'vive a realidade de seu povo'. Dom Orani foi assaltado no Viaduto de Quintino, na Zona Norte, quando voltava para casa, após reunião com fiéis da Paróquia Nossa Senhora da Paz, na Serrinha, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio.

Além do motorista e do cardeal, estava também um casal de amigos italianos. Armados, os quatro bandidos interceptaram o veículo, anunciaram o assalto e levaram o motorista como refém, libertado alguns metros depois. Os criminosos fugiram com o carro, além dos pertences pessoais de todos os ocupantes. Apesar do susto, ninguém se feriu e todos passam bem.

'Vive a realidade do rebanho', diz Arquidiocese do Rio em resposta a assalto sofrido por Dom OraniCarlos Moraes / Agência O Dia

Leia abaixo trecho da nota:

"Mas é importante ressaltar que a preocupação primeira de Dom Orani foi com a integridade física de todos os ocupantes do veículo e tal episódio só demonstra o quanto o Cardeal não está distante da realidade de seu povo. Ele é o bom pastor que “dá a vida por suas ovelhas”, aquele que “dá a vida guiando o povo cristão rumo à salvação” e não só “tem o cheiro das suas ovelhas”, como também vive as mesmas realidades e experiências que seu rebanho."

Arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta é assaltado por bandidos na Zona Norte

RELEMBRE: Arcebispo do Rio, Dom Orani é assaltado em Santa Teresa



Últimas de Rio De Janeiro