Homem morre baleado na estação de metrô da Uruguaiana, no Centro

Tiros provocaram pânico e correria na estação, que estava cheia. Homem foi vítima de assalto e outro usuário ficou ferido

Por O Dia

Rio - Um homem foi morto e outro ficou ferido em um assalto dentro da estação de metrô da Uruguaiana, no Centro da cidade, no início da tarde desta sexta-feira. Policiais do 5º BPM (Praça da Harmonia) foram acionados após o crime e a estação foi fechada. Segundo a Polícia Civil, três homens armados abordaram Alexandre Oliveira, 46 anos, em frente à bilheteria. De acordo com o concunhado da vítima, Almir Álvaro, o Alexandre trabalhava há 20 anos como motoboy e transportava quantias de dinheiro de empresas. "Quem fez isso sabia da rotina dele, que era transportar dinheiro", suspeita o concunhado.

O delegado titular da Delegacia de Homicídios (DH), Rivaldo Barbosa, disse que a vítima foi atingida por dois tiros feitos pelas costas. "Foi uma ação covarde dos bandidos e a investigação está indo na linha de saidinha de banco e latrocínio (roubo seguido de morte). As câmeras serao analisadas para refazer os passos da vitima, identificar os criminosos e efetuar as prisões", disse Barbosa. A estação Uruguaiana foi reaberta por volta das 15h50, quase três horas após o crime. Diogo Muñoz, ferido na ação, foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e liberado no local.

Os tiros provocaram pânico e correria na estação, que estava cheia na hora do crime. Segundo a MetrôRio, a ação dos criminosos foi registrada por câmeras de segurança. Alexandre foi abordado na fila da bilheteria por três bandidos às 12h57, que seguiam a vítima desde a entrada da estação. Um deles atirou e pegou a bolsa que ele levava. Os criminosos fugiram e policiais militares e civis fazem buscas na região. 

Homem morreu baleado dentro de estação de metrô da Uruguaiana%2C no Centro do RioLeitor WhatsApp O DIA (98762-8248)

De acordo com a concessionária, a estação foi fechada por medidas de segurança às 13h para embarque e desembarque, mas a circulação das composições está normal. As câmeras de segurança com as imagens da ação foram disponibilizadas para a polícia. Em nota, a empresa lamentou o ocorrido e disse que vai colaborar com o que for necessário à investigação pelas autoridades.

Polícia Civil realiza desde a última terça-feira uma operação no Camelódromo da Uruguaiana, onde um homem morreu durante assalto na estação de metrô na tarde desta sexta-feiraMaíra Coelho / Agência O Dia

O crime revoltou quem estava na região, que está com o policiamento reforçado por conta de uma operação de combate à pirataria no Camelódromo da Uruguaiana que ocorre desde a última terça-feira. Após os disparos, a delegada Valéria Aragão, da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Intelectual (DRCPIM) se dirigiu para o local. A titular da especializada acredita se tratar de um crime de latrocínio.

Através das redes sociais, muitas pessoas fizeram críticas por conta do forte efetivo no Camelódromo que não inibiu o assalto. "A Polícia Civil fazendo operação no Camelódromo da Uruguaiana enquanto ladrões roubam em baixo do nariz deles!!!! Literalmente!!!!!", disse um internauta através do Twiter.

Procon diz que processará concessionária

O Procon do Rio disse que entrará com um processo administrativo para investigar a responsabilidade da concessionária Metrô Rio no assalto. O objetivo é apurar se houve falha na segurança da estação.

Como informou a autarquia, o Código de Defesa do Consumidor prevê que é responsabilidade da empresa prestar serviços em condições adequadas de segurança, sem colocar em risco a vida e a saúde do consumidor.

Após ser notificada, a concessionária terá 15 dias para prestar os esclarecimentos. Caso o prazo não seja cumprido ou os argumentos não sejam aceitos pelo setor jurídico do Procon Estadual, o Metrô Rio será multado.

Colaborou Leandro Resende

Últimas de Rio De Janeiro