Comerciantes voltam às atividades no Camelódromo da Uruguaiana, no Centro

Centro comercial foi parcialmente reaberto, mas em alguns pontos permanece às escuras por falta de pagamento da luz

Por O Dia

Rio - Aos poucos, os comerciantes do Camelódromo da Uruguaiana voltam às atividades. Na tarde desta segunda-feira, as quadras C e D foram reabertas, como informou a presidente da Associação de Lojistas do centro comercial, Rosalice Rodrigues. Porém, problemas com a energia em alguns setores continuam e boxes seguem às escuras. Por volta das 17h30, foi informado pela Polícia Civil que os outros setores também estavam sendo reabertos. 

"O pessoal da Seop (Secretaria de Ordem Pública) liberou junto com a delegada esses locais para a gente trabalhar, só que a Quadra C está no escuro porque a última conta de luz não foi paga. A delegada me disse que após a revisão de numeração, as quadras A e B serão reabertas, e que deve acontecer ainda hoje. O negócio agora é juntar os caquinhos e voltar a trabalhar", disse Rosalice. 

Boxes são reabertos no Camelódromo e lojistas voltam às atividadesAlexandre Brum / Agência O Dia

No início da tarde, um protesto chegou a interditar a pista lateral da Avenida Presidente Vargas, no sentido Candelária, na altura da Uruguaiana. Agentes da Cet-Rio foram para o local. A manifestação causou retenções na região.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, por volta de 15h37, a interdição ocorreu e o desvio do tráfego de veículos era realizado para a pista central. Os motoristas podiam utilizar como opção o Viaduto 31 de Março e o Túnel Santa Bárbara para acessar a Zona Sul.

Por volta de 16h10, o trânsito foi liberado na pista lateral da Presidente Vargas, no sentido Candelária, na altura do Camelódromo. A via chegou a apresentar retenções e foi indicado aos motoristas utilizar como opção o Viaduto 31 de Março e o Túnel Santa Bárbara para acessar a Zona Sul.

Comerciantes protestam na espera por reabertura do Camelódromo

Camelódromo da Uruguaiana deve ser reaberto nesta segunda-feira

Operação na Uruguaiana termina com 1.100 boxes de camelódromo fechados

Reportagem de Vinícius Amparo

Últimas de Rio De Janeiro