Líder do PMDB, Leonardo Picciani dirá que Cunha tomou posição pessoal

Na prática, a nota servirá para marcar uma distância entre Leonardo Picciani e Cunha, que estavam muito afinados

Por marlos.mendes

Rio - Líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Leonardo Picciani (RJ) soltará ainda hoje nota na linha da que foi divulgada pela direção nacional do partido - classificará de decisão pessoal o anúncio de Eduardo Cunha de que rompeu com o governo federal.

Leonardo PiccianiDivulgação

Picciani vai jogar com o tempo. Dirá que, depois do recesso parlamentar, irá propor à bancada a convocação de instâncias superiores do PMDB para discutir a posição do presidente da Câmara.

Na prática, a nota servirá para marcar uma distância entre Leonardo Picciani e Cunha, que vinham atuando de maneira muito afinada.

A grande maioria do PMDB nem quer ouvir falar em rompimento e teme que uma eventual solidariedade ao presidente da Câmara seja interpretada com uma espécie de associação em supostas irregularidades.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia