Líder do PMDB, Leonardo Picciani dirá que Cunha tomou posição pessoal

Na prática, a nota servirá para marcar uma distância entre Leonardo Picciani e Cunha, que estavam muito afinados

Por O Dia

Rio - Líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Leonardo Picciani (RJ) soltará ainda hoje nota na linha da que foi divulgada pela direção nacional do partido - classificará de decisão pessoal o anúncio de Eduardo Cunha de que rompeu com o governo federal.

Leonardo PiccianiDivulgação

Picciani vai jogar com o tempo. Dirá que, depois do recesso parlamentar, irá propor à bancada a convocação de instâncias superiores do PMDB para discutir a posição do presidente da Câmara.

Na prática, a nota servirá para marcar uma distância entre Leonardo Picciani e Cunha, que vinham atuando de maneira muito afinada.

A grande maioria do PMDB nem quer ouvir falar em rompimento e teme que uma eventual solidariedade ao presidente da Câmara seja interpretada com uma espécie de associação em supostas irregularidades.

Últimas de Rio De Janeiro