Morre homem atingido por roda de ônibus em São Cristóvão

Ananias Henriques, 64 anos, foi atingido na Rua Bela por uma roda de ônibus da empresa Paranapuan

Por O Dia

Rio - Morreu na noite desta quinta-feira do comerciante Ananias Henriques, de 64 anos, atingido por uma roda que se soltou de um ônibus da empresa Paranapuan. O acidente aconteceu na última segunda-feira em São Cristóvão, na Zona Norte. Ele estava internado em estado grave no Hospital Quinta D'Or.

Roda que se desprendeu de ônibus da empresa Paranapuan que passava na Linha Vermelha e atingiu Ananias na Rua BelaReprodução TV Globo

A informação foi confirmada pelo filho da vítima, Alessandro Henriques. O idoso era dono de uma farmácia no bairro e foi atingido na Rua Bela, que fica embaixo da Linha Vermelha, via que o coletivo passava quando a roda se desprendeu.

"Vamos primeiro viver esse momento de dor, a morte do meu pai que foi dessa forma abrupta, para depois ver o que vamos fazer em relação à empresa. Ainda vou conversar com meu advogado", disse Alessandro. O corpo do comerciante permanece no IML

Em nota, a Secretaria Municipal de Transportes lamentou a morte de Ananias e manifestou solidariedade à família da vítima. "A SMTR informa que, desde o acidente, promoveu as medidas cabíveis à pasta: notificou o consórcio Internorte (ao qual está ligado à empresa Paranapuan) a garantir todo o atendimento necessário à vítima e sua família; promover apuração interna a fim de identificar a responsabilidade pelo acidente; e apresentar o registro da ocorrência policial que investiga o caso", diz trecho da nota.

A secretaria vai emitir um alerta oficial aos quatro consórcios que operam o serviço de ônibus na cidade para que reforcem a manutenção de seus veículos de maneira a evitar que acidentes se repitam.

Na última terça-feira, o Procon interditou 26 ônibus da empresa Paranapuan, em uma nova etapa da Operação Roleta Russa. Fiscais e policiais do 17º BPM (Ilha) foram à garagem da empresa e vistoriaram 35 ônibus, na Ilha do Governador, na Zona Norte. Além dos coletivos interditados, dois foram consertados na hora e outros sete não apresentavam irregularidades. Nesta quinta-feira, 19 deles foram mantidos na garagem por irregularidades.

Entre os problemas encontrados, estão bancos soltos, elevador para cadeirantes com defeito, documentação atrasada, luzes de seta, ré, faróis e lanternas quebrados ou queimados, sujeira, campainha sem funcionamento e limpadores de para-brisa quebrados.

Últimas de Rio De Janeiro