Seop interdita boxes no Camelódromo

Ordem Pública verifica no Mercado Popular da Uruguaiana se pessoas cadastradas como responsáveis estão trabalhando

Por O Dia

Rio - Agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública interditaram 36 boxes, na manhã desta sexta-feira, dentro do Mercado Popular Uruguaiana, conhecido como Camelódromo. A fiscalização no local, que se estenderá pelos próximos dias, acontece para verificar se pessoas cadastradas como proprietárias dos espaços estão realmente trabalhando ou repassando o ponto para terceiros.

De acordo com a Seop, a ação desta sexta se concentra em 109 boxes localizados na quadra 4 do Camelódromo. Deles, 105 já foram vistoriados e 36 deles interditados já que os responsáveis por eles não estavam no local. Segundo a secretaria, com a chegada dos proprietários os espaços podem ser reabertos.

VEJA MAIS

Comerciantes voltam às atividades no Camelódromo da Uruguaiana

Operação na Uruguaiana termina com 1.100 boxes de camelódromo fechados

Polícia diz que camelódromo também seria ponto de vendas de drogas

Na semana passada, o local foi alvo de uma megaoperação da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Material (DRCPIM). A investigação durou três meses e aconteceu em conjunto com representantes de grandes marcas, que moveram ação cível na Justiça. Segundo a delegada Valéria Aragão, foram identificadas na investigação pelo menos 220 lojas que vendiam produtos pirateados. Há um mês, outras duas quadras do camelódromo também foram alvo de operação contra receptação.

Últimas de Rio De Janeiro