Homem morre após ser baleado durante operação da PM na Favela da Serrinha

Comandante do 9º BPM afirmou que vítima não teria envolvimento com o tráfico de drogas na região, em Madureira

Por O Dia

Rio - Severino de Souza, 42, nordestino. Mais uma vítima da violência na cidade que morreu, na tarde desta terça-feira, vítima de um tiro de fuzil supostamente disparado por traficantes da Favela da Serrinha, em Madureira, na Zona Norte, segundo a Polícia Militar. Severino, foi atingido na parte baixa da comunidade, próximo de onde morava. O tiro, segundo o comandante do 9º BPM (Rocha Miranda), partiu de criminosos escondidos na parte alta da favela. 

"A vítima não era um criminoso. Infelizmente, o 9º BPM, que cobre 17 bairros, está enfrentando traficantes de três facções criminosas distintas, além de ser uma região na qual também atuam milicianos. Há uma guerra entre eles, inclusive", comentou a ação o tenente-coronel Roberto Garcia, que responde pelo comando do batalhão. 

A operação da PM, dividida em duas, prendeu um adulto e apreendeu um adolescente pela manhã, ambos suspeitos de envolvimento com o tráfico. Além disso, uma pistola foi apreendida. A ocorrência foi encaminhada para a 29ª DP (Madureira). Já à tarde, os agentes retornaram à comunidade e voltaram a ser recebidos a tiros pelos criminosos, segundo o comandante. Esta foi a operação na qual Severino acabou baleado e socorrido pelos PMs para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. De acordo com a direção do hospital, Severino já chegou morto na unidade do saúde.

Batalhão faz incursões frequentes na comunidade

O comandante Garcia afirmou, ainda, que o batalhão tem realizado com frequência ações na região. Nesta segunda-feira, agentes do 9º BPM (Rocha Miranda) apreenderam 16 tabletes de maconha e um rádio transmissor também na Serrinha. O material foi encontrado escondido próximo à roda de um caminhão e foi apresentado na 29ª DP.



Últimas de Rio De Janeiro