Clube Naval não vai se pronunciar sobre prisão de almirante na Lava Jato

Almirante diz lamentar episódio e não afasta possibilidade de, no futuro, entidade manifestar solidariedade a Othon Pinheiro

Por O Dia

Rio - O Clube Naval não vai se pronunciar sobre a prisão do almirante Othon Pinheiro da Silva, decretada pelo juiz Sérgio Moro, que atua no caso Lava Jato.

Presidente do Clube Naval, o almirante Paulo Frederico Soriano Dobbin diz lamentar o episódio, mas afirma que se trata de algo que diz respeito à vida pessoal do presidente licenciado da Eletronuclear.

Dobbin, porém, ressalta a admiração pelo trabalho desenvolvido pelo colega no programa nuclear da Marinha e não afasta a possibilidade de, no futuro, o Clube Naval manifestar uma solidariedade ao almirante Othon. Isto, caso seja comprovado que houve "engano ou açodamento" da Justiça.

Últimas de Rio De Janeiro