Prefeitura cria conselho de jovens

Intenção é dar vez e voz à juventude, atentendo a uma demanda dos protestos de 2013

Por O Dia

Rio - A prefeitura do Rio lança esta tarde, no Palácio da Cidade, o Conselho de Juventude, uma demanda vindas das ruas, durante os protestos de 2013, que visa a dar maior participação aos jovens cariocas na gestão pública municipal. Ou, como se diz no termo da moda, promover o ‘empoderamento’ da garotada.

O Conselho da Juventude, que será formado por 100 cariocas de 14 a 29 anos, terá a função de acompanhar e fiscalizar o andamento do Planejamento Estratégico do município (PE).

Eles também vão participar das últimas discussões sobre o PE-2012, entendendo o que foi efetivamente realizado desde o último planejamento.

Hoje à tarde, uma mesa redonda com convidados discutirá temas importantes para a juventude, como participação, redes e mobilização social, tendo como pano de fundo a relação do jovem com a cidade. Na mesa, estarão presentes o secretário de Governo Pedro Paulo, a coordenadora do projeto, Thamyra Thamara, o apresentador Alê Youssef, a jornalista Sil Bahia (Observatório de Favelas), e os jovens articuladores Raull Santiago (Coletivo Papo Reto) e Ana Paula Soares (Agência de Redes para a Juventude).

“Esta é mais uma demonstração do interesse da prefeitura em dialogar cada vez mais com quem está interessado em contribuir com o desenvolvimento do Rio. É fundamental que os jovens de hoje estejam engajados nesta reflexão”, disse Pedro Paulo.

Mais de 600 jovens já demonstraram interesse pelo projeto em inscrição prévia e estão sendo convidados para o evento. Uma seleção que privilegiará igualdade de gênero e distribuição territorial acontecerá até o final de agosto.

O Conselho tem interesse em promover a participação de grupos normalmente alijados do processo político, como negros, índios e LGBTs, além de jovens que cumpriram ou estão cumprindo medidas socioeducativas, na tentativa de incluí-los como atores do processo.

Últimas de Rio De Janeiro