Procon Carioca descarta quase 400kg de alimentos em lojas da Grande Tijuca

Produtos estavam com a validade vencida, além de mau cheiro e guardados em condições precárias de higiene

Por O Dia

Rio - Quase 400 quilos de alimentos foram descartados pelos fiscais do Procon Carioca, da Prefeitura do Rio, durante operação na terça-feira, em três estabelecimentos na região da Grande Tijuca, na Zona Norte. Os produtos foram encontrados sem identificação do fabricante, prazo de validade, mau cheiro, armazenados irregularmente ou em condições precárias de higiene.

No supermercado Premium Boulevard%2C em Vila Isabel%2C fiscais do Procon encontraram uma carne de porco que venceu na última sexta-feira%2C dia 24 de julhoDivulgação

De acordo com os agentes, no supermercado Nosso Pão, no Maracanã, os fiscais apreenderam 41kg de coxinha de galinha, bolinho de bacalhau e quibe já prontos para fritar; 10,6kg de massa de pizzas; 25kg de massa crua para salgados em geral; 10kg de frango desfiado para recheio de coxinha e empadões; 2kg de bacon em cubos sem identificação; 3kg de carne moída; 58kg de carne descongelada e 3kg de fígado descongelado. Além disso, o frigorífico do supermercado estava em péssimo estado e havia até baratas mortas em um dos freezers que guardava carne de porco.

No restaurante Casa da Comida, na Tijuca, foram inutilizados dois litros de molho de tomate; um litro de molho verde; 1kg de milho; um litro de molho de pimenta; 1kg de arroz integral pronto; 500g de creme de chocolate; 1kg de feijão branco pronto; 500g de frutas misturadas e deterioradas; 1 kg de frango ao molho shoyo, prontos para servir, além de cinco litros de óleo saturado.

E no supermercado Premium Boulevard, em Vila Isabel, os fiscais do Procon Carioca descartaram 245,8kg de carnes com mau cheiro; sem identificação; com validade vencida e embalagens violadas. Além disso, segundo os agentes, manuseio dos alimentos era feito em um balcão sem refrigeração e sem proteção, atraindo moscas. Todos os estabelecimentos foram autuados e, após o prazo de defesa, serão multados.

Últimas de Rio De Janeiro