Invasão na Linha Vermelha provoca pânico em motoristas

Segundo a PM, moradores invadiram via expressa e causaram tumulto após a prisão do chefe do tráfico do Caju

Por O Dia

Rio - Motoristas que estavam na Linha Vermelha na tarde desta sexta-feira entraram em pânico após pessoas invadirem a via expressa, dando indício do início de um arrastão. Desesperados, muitos deixaram seus carros e correram no sentido contrário (Baixada), se escondendo atrás de veículos maiores. O chefe do tráfico no Caju foi preso, o que provocou o tumulto, segundo a PM. Uma das bases da UPP da região foi atacada, mas não há informações de feridos. Um vídeo gravado pelo fotógrafo João Laet, do DIA, mostra motoristas saindo de seus carros e outros veículos na contramão.

A corporação negou a ocorrência de arrastão, mas muitas pessoas recorreram às redes sociais e ao WhatsApp do DIA (98762-8248) para relatarem os momentos de pânico. Com os veículos parados, o trânsito ficou congestionado com reflexos até a altura da Rodovia Washington Luiz. A ação durou poucos minutos, mas suficiente para provocar pânico em quem estava na Linha Vermelha.

"Não presenciei pois estava no ônibus alguns metros antes de onde começou. Aí descemos do ônibus e corremos no sentido contrário para se proteger (sic)", disse uma passageiro que seguia para o trabalho no momento do ataque. Segundo ele, os policiais agiram rápido e dispersaram o grupo. Policiais do Batalhão de Policiamento de Vias Expressas (BPVE) ocupam toda a extensão da Linha Vermelha, de acordo com a PM.

PM chega para conter arrastão na Linha Vermelha. Ataque provocou pânico na via expressaJoão Laet / Agência O Dia

Nesta manhã, Latércio Alvarino de Azevedo, de 25 anos, conhecido como Limão, foi preso por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Caju. Ele é apontado como o chefe do tráfico na região.

Limão se entregou após exigir a presença da comandante da UPP, major Joyce Leite. o criminoso foi levado para a 17ª DP (São Cristóvão), onde a ocorrência foi registrada. Um fuzil, duas pistolas e drogas também foram apreendidos e buscas estão sendo realizadas na residência. Tiros foram disparados contra os policiais no momento em que eles chegavam ao local da prisão, mas não há informações de feridos.

Fuzil e dinheiro apreendidos durante operação que prendeu o chefe do tráfico no CajuDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro