Bazar a céu aberto para moradores de rua no Largo de São Francisco de Paula

Edição carioca da ‘The Street Store’ espera atender 200 pessoas no Centro do Rio de Janeiro, das 10h às 16h

Por O Dia

Rio - Você já imaginou um bazar a céu aberto, onde as roupas são destinadas para os moradores de rua e, eles podem escolher qual peça levarão para casa? Essa é a proposta da 258a edição da ‘The Street Store’ ou ‘loja da rua’, em inglês, evento que já foi realizado em várias cidades estrangeiras e brasileiras e, amanhã, acontece a partir das 10h, no Largo de São Francisco de Paula, no Centro do Rio. Serviços como corte de cabelo, café da manhã, almoço e kits higiênicos também estão na programação. O evento, porém, corre o risco de ser embargado, pois a subprefeitura do Centro não autorizou sua realização.

“Acredito que estejam com medo de estimularem os moradores de rua a apropriar-se de uma praça pública. Por isso, não apoiaram a ação. Mas, mesmo assim, decidimos fazer, porque ocupar o espaço público para doação não é contra a lei”, afirma a artista plástica Karla Koehler, de 27 anos, uma das responsáveis pelo projeto. “Só vamos doar roupas, não é nossa intenção obstruir a praça. Vamos coletar todo lixo produzido”, argumentou.

Há um mês, Karla e a atriz Sheyla Santanna, de 38 anos, tiveram a mesma ideia, a partir de uma postagem na página internacional do evento no Facebook — o movimento começou há dois anos na Cidade do Cabo, África do Sul —. “Logo já recebemos comentários de amigos querendo ajudar. Conseguimos montar um grupo de colegas virtuais e arrecadamos cerca de duas toneladas de roupas em 10 pontos de coleta que espalhamos pelo Centro, Zona Sul e Zona Norte do Rio”, disse Sheyla.

Em nota, a subprefeitura do Centro informa que orientou a produção do evento a entrar em contato com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social “para que pudessem alinhar a ação e fazê-la em parceria com a prefeitura do Rio com o apoio da SMDS e não fosse uma ação isolada”.

Últimas de Rio De Janeiro