Tiroteio fecha a Alameda São Boaventura, em Niterói

Vidro de loja de conveniência foi destruído por tiro e táxi atingido por dois disparos, mas não houve vítimas

Por O Dia

Rio - A Alameda São Boaventura, uma das principais de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, foi fechada por cerca de 15 minutos em decorrência de um intenso tiroteio, no início da madrugada deste sábado. O confronto ocorreu na comunidade Vila Ipiranga, no bairro do Fonseca, a cerca de 200 metros da 78ª DP (Fonseca). O vidro de um posto de combustíveis foi destruído por um tiro e um táxi foi atingido por dois disparos. Motoristas tiveram que voltar de ré ou pela contramão. O bairro já foi apelidado pelos moradores de "Fonsequistão".

A via é um dos principais acessos ao município de São Gonçalo e à Região dos Lagos e corta a Zona Norte de Niterói. Até às 6h, as polícias Civil e Militar informavam ainda não saber quem eram os envolvidos e o motivo da confusão. A 78ª DP confirmou que houve disparos na região e que a Alameda ficou fechada por cinco minutos. O 12º BPM (Niterói) disse que os PMs não estavam envolvidos no confronto. Não houve feridos ou presos.

Vidraça ficou destruídaWhatsApp O DIA (98762-8248)

Em fotos enviadas para o WhatsApp do Dia (98762-8248) por um morador da região, um táxi de Niterói foi atingido por pelo menos dois disparos: um no vidro dianteiro e outro no traseiro. O vidro da entrada da loja de conveniência do Posto BR, que fica no número 588, foi destruído por disparos. O leitor confirmou que a via foi fechada no início da madrugada por cerca de 15 minutos e houve intenso tiroteio na Vila Ipiranga. No entanto, ainda segundo o morador, testemunhas teriam contado que houve uma perseguição de PMs ao táxi, que seria roubado. A informação não foi confirmada pela PM e não houve registro de ocorrência na 78ª DP.

Nas redes sociais, moradores da região alertavam sobre o confronto. "Tiroteio na Vila Ipiranga. Tô ouvindo alto", dizia um. "Alameda fechada", postou outro, ilustrando com uma foto sem movimentação em uma das pistas. "Que Deus me proteja, e proteja a todos os moradores e trabalhadores. #POSTO BR DA ALAMEDA", dizia um internauta postando as fotos do estabelecimento com os vidros estilhaçados por disparos. "Fonsequistão tá brabo", reforçava outra moradora.

De acordo com o morador que enviou as fotos ao WhatsApp do Dia, os tiroteios e a insegurança são constantes no Fonseca. Segundo ele, quem mora na região já apelidou o bairro de "Fonsequistão", numa alusão ao Afeganistão, país conflituoso da Ásia. Ele revelou que quando há confrontos armados moradores costumam ironizar a situação postando uma foto nas redes sociais de um carro crivado de balas com o motorista no volante e os dizeres: "Acabei de passar no Fonseca! Tá tranquilão por lá".

Últimas de Rio De Janeiro