Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves estuda a possibilidade de deixar o PT

Político negou que seu destino seria o PMDB

Por O Dia

Rio - Em jantar no restaurante niteroiense Família Paludo, o prefeito da cidade, Rodrigo Neves, revelou ao presidente do PT-RJ, Washington Quaquá, que estudava a possibilidade de deixar o partido. Isto, por conta do desgaste gerado por escândalos de corrupção.

Na conversa, ocorrida há duas semanas, Neves negou que seu destino seria o PMDB, que já se comprometeu a apoiá-lo em 2016, quando tentará a reeleição. Disse que estudava ir para a Rede Sustentabilidade, partido que Marina Silva tenta construir.

Destino

Integrantes do PT, porém, apostam que, caso deixe o partido, Neves fará companhia a Pezão e Eduardo Paes no PMDB.

Candidato no Rio

Alguns petistas cariocas falam em lançar o deputado Wadih Damous para a prefeitura. Ex-presidente da OAB-RJ, ele tem descartado esta possibilidade.

Subiu no telhado

A entrevista da advogada Beatriz Catta Preta complicou a escolha do deputado Celso Pansera (PMDB) para a presidência da CPI do BNDES. Ligado a Eduardo Cunha, ele propôs a ida da advogada à CPI da Petrobras.

Barreira lucrativa

A Operação Barreira Fiscal, que controla a entrada de mercadorias no estado, garantiu depósitos de R$ 750 milhões nos cofres do governo nos últimos cinco anos.

Últimas de Rio De Janeiro