Ônibus é usado por bandidos para fazer arrastão pela cidade

Uma médica foi agredida e assaltada pelos criminosos próximo da Candelária

Por O Dia

Objetos apreendidos com bandoWhatsApp O DIA (98762-8248)

Rio - Cinco jovens foram detidos, na noite deste domingo, acusados de fazer um arrastão durante uma viagem do ônibus da linha 484, que seguia de Copacabana para Olaria. Um grupo de dez homens descia do coletivo, roubava e voltava para a condução. Uma médica foi agredida e assaltada pelos criminosos próximo da Candelária. Na 5ª DP (Mem de Sá), ela não reconheceu os suspeitos, que foram liberados. Eles serão intimados para prestar depoimento.

De acordo com agentes da Polícia Civil, assaltantes, todos sem blusa, fizeram quatro paradas para assaltar. Duas delas em Copacabana, uma no Aterro, na altura do Catete, na Zona Sul do Rio, e a última na Candelária, onde uma vítima, que foi agredida com um soco, teve os pertences roubados. “Não tenho condições de falar. Estou muito abalada”, limitou-se a dizer a médica.

Ao chegar na Avenida Presidente Vargas, por volta das 18h30, o coletivo foi interceptado por dez policiais do 5º BPM (Praça da Harmonia), que fizeram as prisões.

“Uma mulher nos avisou do arrastão e alcançamos o coletivo na altura do Palácio Duque de Caxias. Já na abordagem encontramos bolsas, roupas, celulares, uma máquina digital e cartões de crédito dentro do ônibus”, comentou um PM.

Policiais civis vão pedir as imagens de câmeras de segurança do ônibus para identificar o grupo.

LEIA MAIS: Taxista é feito refém de bandidos para assaltos no Centro e na Zona Norte

“Meu filho e os outros quatro rapazes foram confundidos e foram soltos porque Deus é justo. Se tivessem roubado alguma coisa estariam armados”, disse o pai de Gabriel Alencar da Silva, de 18 anos, o vigilante Cosme Lima da Silva, 42.

Ônibus usado para promover arrastãoWhatsApp O DIA (98762-8248)
Familiares de jovens levados à 5ª DP (Mem de Sá)Daniel Castelo Branco / Agência O Dia


Últimas de Rio De Janeiro