Por paloma.savedra

Rio - Um jovem foi baleado na cabeça após reagir a uma tentativa de assalto na tarde desta terça-feira, na Avenida Dom Helder Câmara, em Piedade, Zona Norte do Rio. Segundo a Polícia Militar, o 9° BPM (Rocha Miranda) foi acionado e o mototaxista Leandro dos Santos, 23 anos, foi encaminhado pelos policiais para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier.

Segundo testemunhas, Leandro havia estacionado sua moto em uma loja de peças na Avenida Dom Helder Câmara quando foi abordado por um criminoso armado. Assustado, ele teria corrido para dentro do comércio, sendo seguido pelo suspeito. Após o bandido roubar dois celulares e a chave da moto da vítima, o mototaxista decidiu reagir acreditando que a arma fosse de brinquedo. 

Após se atracar com o criminoso, um outro comparsa disparou à queima roupa no mototaxista. Um terceiro suspeito também teria sido notado por testemunhas. Ele estaria dirigindo o veículo utilizado pelos bandidos na hora da fuga.

“Ele olhou para a arma e pensou que ela fosse de brinquedo. Então se atracou com o bandido. Quando o cara sentou na moto, ele pulou em cima. Aí veio o outro correndo e deu um tiro no rosto dele”, contou uma das testemunhas ao RJTV.

Policiais do 9º BPM (Rocha Miranda) foram chamados e realizaram buscas na região para tentar localizar o veículo utilizado pelos criminosos. O caso foi registrado na 23ª DP (Méier), que ficará responsável pelas investigações. Agentes da delegacia buscam agora imagens de circuitos de câmeras de lojas no entorno para tentar identificar os suspeitos e entender toda a dinâmica do assalto.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a vítima foi levada para o Hospital Salgado Filho, no Méier, em estado grave, e submetida a uma cirurgia de emergência. Até o fechamento desta reportagem, seu estado de saúde ainda não havia sido divulgado.

Rapaz de 17 anos levou tiro quando soltava pipa

Versões diferentes foram dadas sobre tiro que atingiu Ricardo Dimas Fernandes, 17, que soltava pipa quando foi alvejado. Moradores socorreram a vítima de carro e o levaram ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde passou por três horas de cirurgia para a retirada da bala. Ele não corre risco de vida.

O mototaxista Anderson Paz, 26, contou que estava soltando pipa com Ricardo na laje de uma vizinha. Segundo ele, PMs da UPP teriam feito disparos contra eles, atingindo a vítima. Anderson garante que não havia confronto com traficantes. A Coordenadoria de Polícia Pacificadora disse que policiais da UPP Chatuba estavam em patrulhamento pela localidade da Pirambeira quando encontraram bandidos que atiraram. Eles revidaram e houve confronto. Policiais da 22ª DP (Penha) investigam o caso.

Você pode gostar