Tiroteio assusta moradores do Complexo do Alemão

Confronto de traficantes com PMs seria em represália a morte de dois jovens na Grota. Bases de UPPs teriam sido atacadas

Por O Dia

Rio - Um intenso tiroteio entre a noite de quinta-feira e a madrugada desta sexta-feira causou apreensão entre moradores do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. Bases de Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) teriam sido atacadas a tiros por traficantes. A 22ª DP (Penha) e as UPPs ainda não confirmam a informação. O Comando de Polícia Pacificadora (CPP) ainda não se pronunciou sobre o ocorrido. A ação teria sido em represália pela morte de um jovem e de um menor de 17 anos durante um confronto, na manhã de quinta-feira. Um PM também foi ferido em outra ocorrência à tarde.

As bases atingidas teriam sido a do Morro do Alemão, na Favela Nova Brasília e na Fazendinha. Os confrontos da noite no Complexo do Alemão deixaram os moradores assustados. Nas redes sociais, eles alertavam sobre a necessidade de parentes e amigos de redobrar a atenção e de se abrigar, caso surpreendidos no meio do confronto.

LEIA TAMBÉM: Página que seria de batalhão causa polêmica ao postar foto de mortos

"A entrada da Grota está deserta e alguns moradores estão encurralados no local enquanto acontece um intenso tiroteio no interior da comunidade", dizia uma moradora por volta de meia-noite. "O carro blindado da policia militar o famoso Caveirão está de prontidão na Estrada do Itararé. Os tiros cessaram em alguns locais do Alemão. Moradores que aguardavam na entrada da comunidade já estão retornando para as suas residências", postou outra já no início da madrugada.

Os disparos também teriam provocado prejuízos aos moradores. "Uma moradora teve o carro atingido quando passava pelo Inferno Verde. Seus filhos também estavam dentro do carro. Graças a Deus, todos passam bem! Retratos de uma guerra", relatava outro morador.

A ação dos bandidos teria ocorrido em decorrência das mortes de um menor de 17 anos e de Yan da Silva Costa, 18, na localidade conhecida como Beco do Flipper, na Favela da Grota. De acordo com o Comando Polícia Pacificadora (CPP), PMs patrulhavam a região quando se depararam com traficantes armados. Segundo a polícia, os jovens teriam participado do confronto, foram feridos e morreram na hora. Com um deles foi encontrada uma pistola e drogas, ainda conforme o CPP.

Já moradores relataram nas redes sociais que ouviram disparos por volta de 11h20 e logo depois encontraram os dois corpos. Ainda segundo comentários deles na internet, a PM teria chegado a desfazer o local e negaram que tenha ocorrido troca de tiros. "Foi Fuzilamento", postou um deles.

Na Pedra do Sapo, um soldado da UPP do Alemão foi baleado na nádega durante confronto com bandidos, também à tarde. O militar foi socorrido pelos colegas e inicialmente levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Depois, ele foi transferido para o Hospital Central da corporação, no Estácio.

Últimas de Rio De Janeiro