Amigos lamentam nas redes sociais morte de paraquedista

Parapente usado por Tiago Amorim Cobra é movido a motor; vítima caiu cerca de 20 metros abaixo da rampa de decolagem

Por O Dia

Rio - Paraquedista experiente, Tiago Amorim Cobra, 48 anos, morreu na tarde deste domingo após decolar da Pedra Bonita, na Gávea, com um speed fly — um parapente a motor. Segundo o Corpo de Bombeiros, o aparelho caiu cerca de 20 metros abaixo da rampa de decolagem. Após o acidente, amigos da vítima prestaram homenagens e lamentaram a sua morte. 

Tiago Cobra%2C como era conhecido%2C morreu ao saltar com parapente da Pedra BonitaReprodução Facebook

Tiago era empresário e morreu no momento do impacto, por volta das 15h20. Dois helicópteros foram mobilizados para o resgate do corpo, que foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), na Leopoldina. 

O perfil do empresário no Facebook exibe vários vídeos e fotos de voos que ele realizou, inclusive um feito no Cristo Redentor, considerado perigoso. No início da noite, amigos lamentavam, na rede social, a tragédia.

Últimas de Rio De Janeiro