Lagoa: casos de diarreia em atletas estrangeiros já são 19

Suspeitas dos médicos é que a água do local tenha provocado o mal-estar

Por O Dia

Rio - Pelo menos 19 atletas estrangeiros passaram mal após os evento-teste para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio. Destes, 13 são remadores da equipe dos Estados Unidos, três ingleses e três australianos. Eles tiveram diarreia e vômito e uma das suspeitas dos médicos é que a água do local tenha provocado o mal-estar nos atletas, segundo a agência de notícias ‘Associated Press’.

O evento contou com a participação de mais de 500 atletas. De acordo com o comitê organizador Rio 2016, antes da competição, os atletas receberam atendimento médico com o diagnóstico de diarreia dos viajantes, bastante comum após longas viagens.

“Eles (o COI) não têm certeza se foi problema de água. Os testes da água mostraram que estava apta para a prova”, disse o governador Luiz Fernando Pezão. Alberto Chebabo, infectologista do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital Universitário da UFRJ, afirmou que o contato com a água não foi o motivo da infecção. “Os atletas precisariam ingerir a água da lagoa para esta ser esta a causa do mal estar”, afirmou o médico.

Leandro Cortes, um dos treinadores da equipe brasileira feminina de remo que competiu neste fim de semana, disse que nunca teve problemas de saúde por conta dos treinos no local. “Estou na lagoa há 12 anos e nunca aconteceu nada”, declarou.

Reportagem da estagiária Flora Castro

Últimas de Rio De Janeiro