Polícia encontra fuzil no Complexo da Pedreira

Arma, calibre .30, é capaz de derrubar aeronaves. Apreensão acontece quando polícia buscava sucessor de Playboy

Por O Dia

Rio - Policias da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) apreenderam uma metralhadora calibre .30 e munição, na comunidade Final Feliz, no Complexo da Pedreira, Zona Norte do Rio, no início da noite desta terça-feira. A descoberta do armamento ocorreu durante diligências para prender o traficante Carlos José da Silva Fernandes, o Arafat, de 36 anos.

Arafat é mais cotados para assumir o lugar de Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, ex-lider da facção Amigos dos Amigos e chefe de tráfico na região, morto no sábado em uma ação conjunta das polícia Federal, Civil e Militar.

Segundo informações, Arafat conseguiu fugir do cerco da DRFC. Além da metralhadora M1.30 e da munição foram apreendidos cerca de um quilo de cocaína, nove carregadores de pistola 9mm e cadernos de anotações do tráfico. Ele gerenciava os pontos de venda de drogas do Morro da Lagartixa. Ele está foragido do sistema penitenciário do Rio desde 2012.

No início da manhã de terça-feira, uma metralhadora calibre .50 foi apreendida próximo ao Complexo da Pedreira. Ela estava no esconderijo onde policiais do Batalhão de Operações Especias (Bope) prenderam seis integrantes da cúpula do Comando Vermelho: Claudinho e Fú da Mineira; Róbson Aguiar Oliveira, o Binho do Engenho; César Augusto Alta de Araújo; o PQD, Eduardo Luís Paixão, o Duda 2D, e Rafael Silva Gomes, o Guerreiro do Chapadão.

Os criminosos exerciam influência nos Complexos do São Carlos, Alemão e Lins, além dos Morros da Coroa e da Mineira. “Concluímos a ação sem a necessidade de um único disparo. Levamos de volta à cadeia traficante cujas penas somadas superam 120 anos de detenção”, lembrou o secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame.

As prisões foram feitas pelo Bope ocorreram menos de 72 horas depois da morte do temido traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, de 33 anos, no Conjunto de Favelas da Pedreira, em Costa Barros. A polícia comemorou a prisão realizada sem troca de tiros. Na operação do Bope também foram apreendidos quatro outros fuzis, pistolas e farta quantidade de munições variadas.

Últimas de Rio De Janeiro