Portal dos Procurados lança cartaz do suspeito de matar produtor cultural

Segundo a polícia, o crime ocorreu por homofobia. Vítima, antes de desmaiar, perguntou: 'O que eu fiz para você?'

Por O Dia

Rio - O Portal dos Procurados divulgou, nesta quarta-feira, cartaz com recompensa de R$ 1 mil reais, por informações que levem a prisão de André Luís dos Santos Vieira, o André Chupeta, de 19 anos. Ele é o principal suspeito pelo assassinato do produtor cultural Adriano da Silva Pereira, ocorrido em julho, na Estrada do Cabuçu, em Queimados, na Baixada Fluminense. Segundo a delegacia, o crime teria ocorrido por motivações homofóbicas.

Por informações que levem ao suspeito é oferecida recompensa de R%24 1 milDivulgação

Segundo o delegado da DHBF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense) Drº Fábio Cardoso, André Chupeta encontrou Adriano na porta de uma casa de festas em Nova Iguaçu, fez amizade com a vítima. Eles combinaram de ir a uma festa, em outra localidade, e Adriano foi de carro com André e mais dois amigos.

O suspeito flertou com o produtor cultural durante todo o trajeto até a festa. Ao sair do carro, a vitima sofreu uma joelhada no rosto, desferido por André, e antes de cair desmaiado, perguntou: "O que eu fiz para você?".

Os amigos tentaram impedir as agressões e levaram André de volta para o carro. Enquanto atingia a vítima, o agressor repetia que odiava homossexuais. Depois de tentar passar com o carro por cima do corpo da vítima, no que foi impedido, ele empurrou o corpo de Adriano no córrego e fugiu.

Em desfavor de André Luis, foi expedido um mandado de prisão temporária, de trinta dias, pela 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, pelo crime de homicídio simples – artigo 121 do Código Penal.

Quem tiver alguma informação a respeito da localização e paradeiro do suspeito denuncie, enviando uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou entre em contato com a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital.

O Anonimato é garantido. A Coordenação do Portal dos Procurados, alerta à população para não investigar por conta própria, devendo apenas relatar à polícia a sua suspeita.

Produtor teria sido morto por motivos homofóbicosReprodução Facebook


Últimas de Rio De Janeiro