Recém-nascida é abandonada em lixeira em Niterói

Morador passou pelo local e encontrou o bebê, ainda com partes do cordão umbilical; Polícia investiga o caso

Por O Dia

Rio - Uma recém-nascida foi abandonada em uma lixeira no Fonseca, em Niterói, na noite de terça-feira. A criança, que estava com um pedaço do cordão umbilical e dentro de uma sacola reciclável, foi encontrada por Diego Martins, de 31 anos, na Travessa Azamor de Perni. O bebê, chamado de Maria e com uma semana de vida, está internado no Hospital Azevedo Lima, no mesmo bairro.

Diego contou que saía da academia e seguia para a casa da mãe, quando notou um sacola plástica coberta de panos em uma lixeira. “Aquilo me chamou atenção e fui ver o que era. Quando vi que era um bebê só pensei em socorrer. Liguei para os bombeiros e depois fomos até o hospital. Apesar das cobertas, ela estava com frio. Quando toquei nela, a menina mexeu a mão, e soube que estava com vida”, descreveu.Próximo ao bebê, Diego encontrou uma carta, que teria sido escrita pela mãe. O texto pede que a criança seja entregue a uma outra pessoa, que é considerada boa por ela. Ainda na carta, a moça diz que não tem condições de cuidar da própria filha, e que, por isso, a abandonou.

“Fiquei emocionado na hora, porque tenho dois filhos e sou casado. Espero que a Maria tenha sucesso na sua vida e que eu possa ter ajudado. Quero que uma família legal a adote”, comentou.
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, Maria segue estável. Ela deve receber alta hoje e ser encaminhada para o Conselho Tutelar.

O caso foi registrado na 78ª DP (Fonseca). Agentes realizam diligências para localizar câmeras e testemunhas que auxiliem na identificação da mãe do bebê. O delegado José William de Medeiros, titular da distrital, afirmou também que vai tentar localizar a mulher citada na carta.

Últimas de Rio De Janeiro