SuperVia pode ser multada após jovem ser atropelado por trem e perder a perna

Procon Estadual vai pedir explicações à empresa após trem atropelar duas pessoas em Deodoro na última semana

Por O Dia

Rio - O Procon abriu processo de investigação, nesta segunda-feira, para apurar a responsabilidade da SuperVia no acidente envolvendo o jovem Ewerton Ricardo da Silva, de 18 anos. Ele passava pela estação de trem de Deodoro quando foi atingido por um equipamento de manutenção dos trilhos e acabou tendo que amputar a perna direita. Segundo o órgão, o ocorrido configura um problema na segurança e na eficiência do serviço, desrespeitando o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor.

LEIA MAIS: Jovem tem perna amputada após ser atropelado por trem em Deodoro

A concessionária terá 15 dias úteis, contados a partir da notificação, para apresentar a sua defesa. Caso o prazo não seja cumprido ou os argumentos não sejam aceitos pelo setor jurídico do Procon Estadual, a SuperVia será autuada.

ENTENDA

Dois homens foram atropelados por um trem de serviço da SuperVia, em Deodoro, na Zona Oeste. O caso aconteceu há uma semana, mas só foi divulgado nesta segunda. Ewerton teve a perna amputada. Rodrigo Ramon dos Santos de Souza, 17 anos, também foi atingido. Os dois foram socorridos e levados para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, Rodrigo foi atendido e já recebeu alta. Já Ewerton deu entrada na unidade em estado crítico e logo passou por cirurgia. Ele também foi submetido a exames de tomografia computadorizada de crânio, tórax e abdômen, além de ter sido avaliado por equipes de neurocirurgia, ortopedia e bucomaxilofacial.

Últimas de Rio De Janeiro