Agente penitenciário executado na Zona Norte será enterrado nesta terça-feira

Luiz Rogaciano Pinheiro Cutalo era lotado no gabinete do presidente da Alerj, Jorge Picciani. Enterro será em Irajá

Por O Dia

Luiz Rogaciano era inspetor penitenciário lotado na AlerjReprodução

Rio - O corpo de Luiz Rogaciano Pinheiro Cutalo, de 56 anos, será enterrado na tarde desta terça-feira no Cemitério de Irajá, na Zona Norte da cidade. Rogaciano, que era agente penitenciário e trabalhava na Alerj, ontem foi executado com pelo menos oito tiros em Brás de Pina. O corpo será velado na capela Santo Cristo e o sepultamento está previsto para as 14h30.

?'Não descartamos nenhuma hipótese'

O delegado titular da Delegacia de Homicídios da Capital, Rivaldo Barbosa, que investiga o caso, não descartou nenhuma hipótese para o crime. “Temos que analisar todas as possibilidades”, afirmou.

Segundo informações da polícia, Rogaciano dirigia um Corsa quando um homem em uma motocicleta emparelhou com o carro na esquina da Avenida Brás de Pina com Rua Criciúma, e efetuou um disparo.

Mesmo ferido, Rogaciano saiu do carro e foi novamente atingido. Rogaciano não resistiu e morreu no local. O criminoso conseguiu fugir. Uma pistola calibre 380 foi encontrada no carro da vítima.

LEIA MAIS: DH investiga morte de agente em Brás de Pina

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Rogaciano foi cedido em 20 de março de 2002 à Alerj. Entretanto, a Casa informou que ele só começou a trabalhar como assessor parlamentar no gabinete da Presidência em 2007.

Com informações de Adriano Araújo e Diego Valdevino

Últimas de Rio De Janeiro