Homem é preso após tentar subornar PMs da UPP Turano

Policiais receberam oferta de R$ 2 mil para que pontos da comunidade não fossem patrulhados

Por O Dia

Rio - Um homem foi preso na noite de segunda-feira por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Turano, no Rio Comprido. Segundo informações do comando da UPP, Carlos Nilo Rodrigues, 30 anos, ofereceu suborno de R$ 2 mil aos PMs para que eles não realizassem patrulhamentos em trechos da comunidade. Ele disse que a oferta foi em nome do chefe do tráfico local, Luiz Felisberto da Silva Júnior, conhecido como JN.

O traficante ofereceu o dinheiro para que os policiais deixassem de atuar nas localizades conhecidas como Bicão, Matinha e Rodo, no Morro do Turano. Após a oferta, o bandido recebeu voz de prisão. "A minha guarnição não fecha com vagabundo, a gente não se vende. A minha guarnição trabalha e por isso você está preso", disse o policial militar.

Enquanto algemava o traficante, o PM afirmou que eles não seriam "comprados" pelos bandidos. "Vocês se colocam no lugar de vocês de vagabundo. Aqui tem polícia, aqui trabalha nessa p... Viemos pra cá para trabalhar, para f... vocês. Essa p... (dinheiro) não vai comprar polícia aqui não", completou.

O caso foi registrado na 6ªDP (Cidade Nova) e Carlos Nilo responderá pelos crimes de associação ao tráfico de drogas e corrupção ativa.

Últimas de Rio De Janeiro