Ministros do governo Dilma fazem agrados a parlamentares

Eliseu Padilha, da Aviação Civil, anunciou a decolagem de R$ 500 milhões para emendas

Por O Dia

Rio - Ao mesmo tempo em que Eliseu Padilha (PMDB), ministro da Aviação Civil, anunciava a decolagem de R$ 500 milhões para emendas parlamentares, seu colega da Casa Civil, Aloizio Mercadante (PT), fazia outro agrado. Garantia que novas nomeações para cargos sairão em até duas semanas.

A promessa foi feita diante de Michel Temer — que era responsável por este tipo de articulação — e de líderes dos partidos que integram a incerta base governista na Câmara dos Deputados.

Boicote

Aliados querem ver para crer: alegam que o vice-presidente foi boicotado pelo ministro Joaquim Levy, da Fazenda, com a anuência de Dilma, responsável final pelo cofre que guarda o dinheiro e pela caneta que nomeia.

Conselho da República

A situação anda tão delicada que, no encontro, o deputado Rogério Rosso (PSD) sugeriu a Temer a convocação do Conselho da República. Segundo a a Constituição, o grupo deve se reunir em momentos graves, como a decretação de estado de sítio e para defender a estabilidade das instituições democráticas.

Empregos naufragam

Diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Angra fizeram um tour ontem pelo Congresso. Ao deputado Chico D’Ângelo (PT-RJ) reclamaram da falta de pagamentos da Petrobras à Sete Brasil, encarregada de encomendar a construção de sondas. Disseram que, se a situação não for normalizada, haverá três mil demissões.

Voz do Brasil

O grande Zé Kéti (‘Máscara negra’, ‘A voz do morro’, ‘Mascarada’) será o homenageado do bloco Timoneiros da Viola no Carnaval de 2016. Paulinho da Viola participou da escolha do tema. Seu amigo portelense morreu em 1999.

Últimas de Rio De Janeiro