Suspeito é preso após confronto no Complexo do Lins

Homem atirou contra PMs e foi baleado em fuga; ele foi encontrado em uma casa onde drogas foram apreendidas

Por O Dia

Rio - Um casal suspeito de fazer parte do tráfico de drogas no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio, foi baleado durante operação da Polícia Militar, nesta quarta-feira. De acordo com a PM, Nattalia Alves da Silva, de 18 anos, estava em casa, na localidade conhecida como Cachoeira Grande, com Ronan de Souza Moura, 30, quando policiais perceberam a mudança de comportamento do cão farejador que auxiliou na incursão.

De acordo com PMs do Batalhão de Ações com Cães (BAC), os policiais foram verificar a casa quando a dupla atirou nos agentes e tentou fugir. Na residência onde estavam foi apreendido 73 quilos de maconha, 2.688 trouxinhas da droga, 1.456 papelotes de cocaína e 192, de crack, além de cinco celulares, um simulacro de fuzil e vasto material para embalar entorpecentes.

Segundo os agentes, Nattalia foi alvejada na cabeça e deixou a arma cair na fuga. Ela morreu na hora. Já Ronan foi atingido nas costas e antebraço, mas conseguiu escapar. No entanto, ele foi localizado, à tarde, em uma casa da comunidade.

Ele foi levado ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. A Secretaria de Saúde informou que Ronan segue internado na unidade em estado estável. O caso foi registrado na 25ª DP (Engenho Novo). O delegado adjunto José Paulo Pires informou que Ronan foi autuado por tentativa de homicídio (reconhecido por ter atirado nos PMs), tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Operação policial no Complexo do Lins deixa quase 1.500 alunos sem aulaFoto%3A Severino Silva / Agência O Dia

O delegado disse ainda que apreendeu a escopeta calibre 12 do PM do BAC que informou ter atirado na dupla. “A arma vai ser encaminhada para a perícia”, disse José Paulo Pires, informando que Ronan possui duas anotações criminais, sendo uma por tentativa de homicídio, em 2013, e outra por lesão corporal, em 2007.

Além do BAC, participaram da ação os batalhões de Operações Policiais Especiais (Bope) e Choque (BPChq). A ação visava coibir o tráfico de drogas e localizar os suspeitos de queimarem três carros particulares dos PMs lotados na UPP do Camarista Méier, na madrugada do último domingo.

Operações policiais deixam mais de 3.400 alunos sem aula na Zona Norte


Devido à operação policial no Complexdo do Lins, que culminou em confrontos, muitas escolas tiveram de fechar as portas. Somente nesta manhã de quarta-feira, 13 unidades nos bairros do Lins, e também na Pavuna e Costa Barros. Com isso, 3.416 estudantes estão sem aula.

Na região da Pavuna e Costa Barros, segundo a Secretaria Municipal de Educação (SME), são três escolas, três EDI's e uma creche fechadas. A única unidade da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) que está sem atendimento é o Ciep 379 - Raul Seixas, em Costa Barros.

Em nota oficial, a Seeduc afirmou que a direção da unidade decidiu por interromper as atividades nesta manhã para garantir a integridade física dos alunos, professores e funcionários. O conteúdo, assim como garantiu a SME, será reposto. Na manhã de terça-feira, 2.440 alunos ficaram sem aula nos bairros de Madureira, Turiaçu, Jacarepaguá e Praça Seca.

Últimas de Rio De Janeiro