Acusados de sequestrar familiares de gerentes de banco são presos em Itaboraí

Em cárcere privado, eles mantinham filhos, esposas, maridos e irmãos e usavam de violência e ameaça para exigir grandes quantias em dinheiro

Por tiago.frederico

Rio - Policiais prenderam, por volta das 17h desta sexta-feira, dois homens foragidos do sistema penitenciário, em Itaboraí, Região Metropolitana do Rio. Segundo os agentes da 71ª DP (Itaboraí), Sergio Ricardo da Silva do Carmo e Cláudio Antônio Marcelino Vaz fazem parte de uma quadrilha especializada em sequestrar familiares de gerentes e funcionários de agências bancárias para depois extorqui-los.

Segundo as investigações, a dupla primeiro buscava conhecer a rotina da família desses profissionais para depois fazer o sequestro. Em cárcere privado, eles mantinham filhos, esposas, maridos e irmãos e usavam de violência e ameaça para exigir grandes quantias em dinheiro.

Sergio Ricardo da Silva do Carmo e Cláudio António Marcelino VazWhatsApp O DIA (98762-8248)

Em fevereiro, os dois e outros suspeitos sequestraram a esposa e a filha do gerente de uma agência do banco Itaú, que fica no Centro de Itaboraí. Elas foram mantidas em cativeiro e, para que fossem liberadas, o gerente foi obrigado a retirar uma grande quantia da agência e entregar para o bando.

Os criminosos também tentaram cometer o crime, em outubro de 2014, com a gerente de uma agência do banco Itaú, em Venda das Pedras, no mesmo município. Na ocasião, a mãe dela chegou a ser sequestrada mas conseguiu fugir.

A delegacia apura ainda a participação deles em outros dois casos que só não foram consumados porque as vítimas comunicaram o fato à direção dos bancos. O primeiro ocorreu com o gerente de uma agência do Bradesco, também em Itaboraí. No segundo, um casal de filhos do gerente de uma agência do Itaú, em Rio Bonito, chegou a ser levado para o cativeiro. O funcionário entrou em contato com a polícia, que conseguiu libertá-los.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia