Por bianca.lobianco

Rio - Sou carioca, sou de Madureira. A Tabajara levanta poeira. Pra essa festa maneira meu bem me chamou, lá vem Portela, malandro, o samba chegou! Os versos do hino da ‘Majestade do Samba’ no ano passado caíram como uma luva em mais uma edição da Parada do Orgulho LGBT, que começou por volta das 13h de ontem e durou por mais de 10h. O evento aconteceu na Rua Carvalho de Souza, uma das principais de Madureira, e reuniu cerca de 800 mil pessoas. Este foi o 15º ano da festa.

Onze trios elétricos embalaram a multidão com muito hip hop, funk e kuduro. Tudo ao mesmo tempo, numa mistura de ritmos e tribos que deram o recado: Viva a diversidade!

GALERIA: Parada LGBT em Madureira reúne multidão

Onze trios elétricos tocaram samba%2C hip hop%2C funk e kuduro. Houve ainda ações preventivas contra HIV João Laet / Agência O Dia

Os amigos Marcos Antônio Reis, de 44 anos, e Cristiano Pinheiro, 30, incorporaram apresentadoras de televisão — ‘Glória Mania’ e ‘Magra Bernardes’ — para “causar” na multidão.

“Quem vem para a parada gay de Madureira não pode ficar tímido, tem que sair do armário, tem que dar uma roçadinha!”, brincou Marcos Antônio. “Somos os porta-vozes da liberdade de expressão de todas as lésbicas, gays, bissexuais e travestis oprimidos e discriminados desse país”, avisou Cristiano, todo bobo ao receber um pedido para tirar fotos com duas “fãs”.

Dar voz ao coração é palavra de ordem na parada. Pode abraçar, pode andar de mãos dadas, expressar carinho e —por que não? — beijar muito, sem medo de ser feliz. Só não podia era ficar parado. “O objetivo da parada é mostrar que somos todos iguais diante de Deus e da justiça divina”, disse Luiz Amora, um dos coordenadores do evento, que contou ações sociais como testes anti-HIV e hanseníase, além da distribuição de preservativos.

Porém, nem só de paz e amor foi feita a parada gay de Madureira. A reportagem do DIA flagrou furtos e pequenas confusões. Em um dos casos, foram roubados um celular e um cordão de um jovem. A PM informou que mais de 280 policiais trabalharam no evento, com o apoio de 20 viaturas e quatro motos. “Não houve problemas durante o evento”, informou, em nota.

Você pode gostar