Por gabriela.mattos

Rio - O prefeito da cidade, Eduardo Paes, afirmou que está aberto para dialogar com representantes do aplicativo Uber. Ele afirmou, nesta terça-feira, que irá copiar o modelo da tecnologia do dispositivo para os táxis do Rio de Janeiro. A declaração foi feita após a Uber publicar uma carta, nesta segunda-feira, pedindo para que a "tecnologia e inovação não sejam banidas da cidade, sem antes ouvir a sociedade".

Eduardo Paes disse que está sempre aberto para dialogar com os representantes do aplicativo UberAlexandre Vieira / Agência O Dia

"Diálogo está sempre aberto. A prefeitura conversa sempre com todo mundo. O Rio não bane o avanço da tecnologia. Acabamos de receber um prêmio por sermos a cidade mais tecnológica do país. A Uber só não pode se achar tão auto centrada assim e achar que eles são a representação da tecnologia", disse Paes.

LEIA MAIS: Câmara de Vereadores aprova lei que proíbe Uber; multa será de R$ 2 mil

LEIA MAIS: Câmara dos Vereadores aprova lei que impede circulação do Uber

LEIA MAIS: Motoristas do Uber terão de pagar mais de R$ 1 mil de multa

Na carta divulgada, a Uber criticou ainda a decisão da Câmara de Vereadores ao aprovar um projeto de lei que proíbe a circulação de motoristas que façam transporte de passageiros pelo aplicativo. No entanto, Paes ainda precisa decidir se sanciona ou veta o projeto. Ele afirmou, porém, que a lei ainda não chegou à prefeitura.

O tema foi discutido durante o evento "Pacto do Rio", promovido pela prefeitura nesta terça-feira. Na ocasião, foram lançadas também novas parcerias entre empresas dos setores públicos e privados, que ajudarão a criar projetos e ações sustentáveis na cidade. 

Reportagem de Clara Vieira

Você pode gostar