Ocupação e altura de construções serão reduzidas em bairros da Zona Oeste

Decisão parte da prefeitura, que vai anular Plano de Estruturação Urbana de 2009, sancionados por Eduardo Paes

Por O Dia

Rio - A prefeitura decidiu reduzir taxas de ocupação de terrenos e a altura de novas construções em Vargem Grande, Vargem Pequena e trechos do Recreio e da Barra. Para isso, vai anular o Plano de Estruturação Urbana (PEU) de 2009, sancionado por Eduardo Paes.

A proposta prevê a formação de uma Parceria Público-Privada (PPP) para cuidar de obras de saneamento, drenagem e mobilidade na região — como Informe adiantou no dia 23, é provável que haja a criação de corredores de BRT e BRS.

Cepacs
Com a anulação da lei de 2009 (cuja aplicação está suspensa desde 2013), voltaria a vigorar o PEU anterior, que estabelece normas mais rígidas. A construção além dos limites dependeria da aquisição, pelos incorporadores, de Cepacs, Certificados de Potencial Adicional de Construção. A fórmula já tem sido aplicada no projeto Porto Maravilha.

O céu não será o limite
Mas, ao contrário do que ocorre no Porto, os Cepacs não permitirão prédios de altura quase ilimitada na região. Haverá um teto que será inferior aos parâmetros criados no PEU de 2009.

No tapetão do Senado
Os ex-jogadores Pelé, Zico, Ricardo Rocha e Roque Júnior foram escalados para depor na CPI do Futebol. Alguns devem comparecer ao Senado já na próxima semana.

De molho no hospital
No último dia 8, o sargento Eugênio, do Batalhão da PM de São João de Meriti, sofreu duas fraturas no braço quando o carro da corporação em que estava caiu numa ribanceira. Ele está, desde então, internado no Hospital Central da Polícia Militar à espera de cirurgia no úmero esquerdo. Ontem, a PM informou que o sargento será transferido para outro hospital, onde será feito o procedimento.

Últimas de Rio De Janeiro