Após quatro anos de obras, Praça Mauá renasce como cartão postal da cidade

Ponto turístico na Zona Portuária será reaberto neste domingo com samba e poesia

Por O Dia

Rio - "Praças e ruas são a mais igualitária, a mais socialista, a mais niveladora das obras humanas”, escreveu João do Rio, o mais brilhante tradutor da alma e das cenas cariocas do começo do século 20. Na época, a cidade fervilhava mudanças urbanísticas e trocava a cara de colônia por feições de metrópole.

Um dos símbolos daquele novo Rio antigo era a Praça Mauá, criada em 1910 para abrir os braços da cidade aos viajantes que desembarcavam no Porto. Hoje ela será devolvida aos cariocas após quatro anos de obras e décadas de decadência.

No passado%3A praça foi construída em 1910 com estátua do Visconde de Mauá e fácil acesso ao portoArquivo

A reinauguração da Praça Mauá terá clima de festa com intensa programação cultural gratuita. O evento começa às 9h30 e vai até o pôr do sol com apresentações de escolas de samba, oficinas de poesia, chorinho, capoeira e brincadeiras para as crianças. A alimentação fica a cargo de quituteiras tradicionais, além de food trucks.

“A reinauguração marca uma nova fase da área central da cidade e a reocupação da praça, que ganhará programação cultural própria”, resume o convite da prefeitura. “Com a revitalização, a cidade reencontra sua história e reaproxima o Centro do mar. Transformada em esplanada, a Praça Mauá ‘cresceu’ até a beira da Baía de Guanabara.”

No presente%3A obras de recuperação da Zona Portuária devolveram a Praça Mauá com vista para a Baía Aziz Filho / Agência O Dia

Praia de Nossa Senhora

"A reabertura da Praça Mauá recupera um ponto fundamental e histórico do sistema viário do centro Rio com a ligação entre o Porto e a Praia do Flamengo através da Rio Branco”, explica a pesquisadora Jane Santucci, urbanista, professora da Faculdade de Belas Artes da UFRJ e autora do livro Babélica Urbe sobre as transformações do Rio de Janeiro nos anos 20.

Nos tempos coloniais, entre os séculos 16 e 19, a Praça Mauá era um alagadiço e se chamava praia de Nossa Senhora. Já no começo da República, o antigo ancoradouro foi reformado e recebeu status de porto. Ali, as famílias se acotovelavam para receber parentes e celebridades que chegavam ao maior porto do país.

Foto aérea%2C 1930%3A Aterro e Praça Mauá ligados pelo Rio Branco Arquivo

Em 1929, o lugar ganhou sua mais moderna belezura — o prédio do Jornal a Noite, 22 andares debruçados sobre a Praça. Foi o primeiro arranha-céu do Brasil. Para erguê-lo, os construtores usaram uma tecnologia inédita na época — o concreto armado. “É muito bom ver a Praça renascer depois de anos escondida pelo viaduto da Perimetral”, comemora a urbanista Jane. “João do Rio adoraria descrever essas mudanças.”

As novidades no Centro se estendem hoje para mais um cenário querido de João do Rio: a Avenida Rio Branco. A partir de agora, todos os domingos ela ficará fechada para os carros e aberta para os seus verdadeiros donos — os cidadãos. “A rua é generosa e tem alma”, escreveu João do Rio no clássico “A Alma Encantadora das Ruas”.

Do Porto ao Aterro, a trilha da Rio Branco

Recuperar a Zona Portuária é muito mais do que devolver uma praça aos cariocas. A obra recupera um dos caminhos históricos da cidade: a ligação entre o porto e a praia do Flamengo através da Avenida Rio Branco.

Durante todo o século 19 e começo do 20, ela se chamava Avenida Central. Era a principal artéria do coração do Rio. Ali estavam as principais butiques, firmas, bancos, livrarias, teatros e cinemas da capital do Brasil.

Programação

CULTURA
A agenda cultural ocupará a Praça Mauá e prédios ao redor dela.

9h30 - Blocos e escolas de samba da Região Portuária (Vizinha Faladeira e Liga dos Blocos da Zona Portuária).

11h - Samba na Praça com o grupo Choro da Pedra do Sal

13h - Cia de Mysterios e Novidades apresenta espetáculo Chegança do Almirante Negro na Pequena África

14h - Museu de Arte do Rio (MAR) promove a atividade Forma das Palavras na Praça

14h - Roda de capoeira

15h - Cia EnvieZada - espetáculo Modesta Proposta Gourmet

GASTRONOMIA
Durante todo o dia, feira gastronômica com quituteiras da Zona Portuária oferece delícias para o público. Haverá também cinco caminhões de Food Truck (Frites, Nômade, Carolinas, Sudtruck e Biboca)

CRIANÇADA
Das 9h30 às 14h - Maquiagem artística para crianças, oficinas de arte e distribuição de balões

TRÂNSITO
Várias ruas e áreas do Centro ficarão interditados para veículos durante todo o domingo. Entre elas: Avenida Rio Branco, Rua Acre, Rua Mayrink Veiga, Rua da Alfândega, Rua Buenos Aires, Rua Visconde de Inhaúma, Rua da Candelária, Rua da Assembleia entre a Primeiro de Março e a Carioca - Avenida Almirante Barroso entre a Senador Dantas e a Rua México.

LAZER
Além da Praça Mauá, a avenida Rio Branco funcionará como área de lazer neste domingo, das 7h às 18h. As linhas de ônibus que passam pela região tiveram os itinerários alterados


Últimas de Rio De Janeiro