MP cataloga empresas potencialmente poluidoras de ar na Baixada Fluminense

Mais de 60 empresas que atuam em Duque de Caxias, São João de Meriti e Belford Roxo estão no catálogo

Por O Dia

Rio - O Ministério Público do Rio (MP-RJ), por meio da 1ª Promotoria de Tutela Coletiva de Duque de Caxias, criou um catálogo com mais de 60 empresas potencialmente poluidoras de ar nos municípios de Duque de Caxias, São João de Meriti e Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O objetivo é identificar empresas que não possuem sistema adequado de controle de poluição.

A iniciativa faz parte do programa Ar Puro, lançado em 201, e conta com a participação do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), das prefeituras e dos hospitais públicos, que forneceram os dados sobre casos de doenças respiratórias.

"A atuação do MPRJ não se reduz a reprimir e punir empresas poluidoras. Acreditamos no caráter pedagógico de nossa intervenção. Ainda há tempo para as empresas se ajustarem antes das vistorias que estão programadas", falou o promotor José Marinho Paulo Junior.

Desde o início do projeto, empresas já foram autuadas e multadas por infração ambiental pelo Inea e outras ainsa são alvos de inquéritos civis instaurados pela promotoria, que faz o processo de regularização, podendo requerer a interdição das atividades de suas atividades, o controle da poluição do ar não sejam readequados.

Últimas de Rio De Janeiro