Chefe do tráfico na Vila Aliança é preso

Criminoso foi encontrado em um condomínio da Barra da Tijuca junto de um comparsa

Por O Dia

Rio - Uma informação precisa enviada para o WhatsApp do Portal Procurados (96802 -1650), do Disque Denúncia, ajudou a colocar na cadeia o traficante Rafael Alves, o Peixe, de 32 anos. Apontado como o chefe do tráfico na Vila Aliança, em Senador Camará, ele foi preso ontem por PMs do Batalhão de Operações Especiais (Bope) num apartamento de condomínio de luxo na Barra. Segundo policiais que participaram da operação, Peixe ofereceu R$ 1 milhão e 15 fuzis aos agentes para não ser preso.

Informações que levassem à prisão do traficante seriam recompensadas com R%24 20 mil Divulgação

O criminoso, ligado ao Terceiro Comando Puro (TCP) foi preso junto com um comparsa, Marcos Antonio Sena, o Lambão ou Playboy, de 36 anos. Segundo a polícia, os dois estavam deitados no sofá na sala vendo televisão e não havia armas dentro do imóvel.

“Havia informações de que Peixe costumava deixar a comunidade para realizar tratamentos de hemodiálise chegou esta denúncia de que ele estaria em um condomínio na Barra”, detalhou o comandante do Bope, tenente-coronel Carlos Eduardo Sarmento, que participou da ação. 

Contra Peixe, foram cumpridos quatro mandados de prisão por tráfico de drogas. Já Lambão tinha um mandado por tráfico em aberto. Peixe assumiu o controle do tráfico na Vila Aliança no lugar de Marcio José Sabino, o Matemático, que foi morto em perseguição policial em maio de 2012.

Traficante tem anemia falciforme

Segundo o delegado Marcelo Martins, titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas, Peixe é vítima de uma grave doença genética e hereditária, conhecida como Anemia falciforme — caracterizada pela alteração dos glóbulos vermelhos do sangue. A doença, segundo especialistas, pode matar e requer, em alguns casos, transplante de medula. De acordo com o delegado, médicos também o atendiam na comunidade.

Peixe, que também era conhecido como Flamengo, e que era integrante da facção Terceiro Comando Puro (TCP), fugiu após entrar no regime semiaberto em julho de 2009. Ele havia sido condenado por assalto a mão armada e formação de quadrilha.

De acordo com a polícia, Peixe andava na Vila Aliança com Jailson, o Bozó, e Natan, ex-motorista de Matemático. O criminoso promovia bailes funk na comunidade com venda de drogas e bebidas a menores.

O apartamento onde ele foi capturados está em nome de uma mulher, que será convocada a depor. A polícia quer saber a quem pertence o carro usado por Peixe e estava no condomínio. 

Para o especialista em Segurança Pública, o coronel Paulo Amêndola, o Bope já vinha monitorando o traficante há quatro meses. “Tiraram das ruas um bandido altamente perigoso, que além do tráfico, comandava os roubos de carga na área da Vila Aliança”, lembrou.

Colaborou Diego Valdevino


Últimas de Rio De Janeiro