Pezão é a favor de volta da CPMF

Governador do Rio, reunido com outros cinco governadores, quer que recursos arrecadados não fiquem só com a União

Por O Dia

Rio - O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, se disse favorável à volta da CPMF (Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira). Segundo afirmou, ele e outros governadores estão "irmanados" em defesa do imposto e ainda pedem "ampliação para 0,38%”. 

Pezão justificou explicando que a proposta dos representantes dos estados é pelo compartilhamento da contribuição para ser investida nas áreas de seguridade social e saúde. “São os dois grandes gargalos nos estados e municípios, porque retiraram a CPMF e não colocaram nada no lugar”, defendeu. 

Na conversa sobre o pacote econômico com outros deputados governistas, Pezão disse que a contribuição só foi derrubada há oito anos porque destinava os recursos exclusivamente para a União. Para ele, “nunca é tarde” para o retorno da CPMF. Pezão disse acreditar que há apoio mesmo entre os governadores de oposição.

O governador esteve reunido outros parlamentares da base aliada, governadores de cinco estados (BA, RJ, PI, AL, CE e representantes de SE e RS), na Câmara dos Deputados. A contrapartida exigida por eles recai sobre a garantia de que a arrecadação não fique apenas com a União e que o percentual cobrado seja superior aos 0,2% sinalizados.

Todos também se posicionaram a favor da recriação da CPMF, como foi proposta pelo governo federal há dois dias. 

Com informações da Agência Brasil

Últimas de Rio De Janeiro