Especialista dá dicas de como conquistar emprego nas Olimpíadas

Quem for selecionado terá a carteira assinada pelo Comitê e receberá tíquete-alimentação, plano de saúde e vale-transporte

Por O Dia

Rio -  O Comitê Rio 2016 fez anúncio, nesta quarta-feira de manhã, que vem em boa hora para quem está procurando emprego, nem que seja temporário, neste momento de instabilidade política e econômica. Os organizadores dos Jogos Olímpicos informaram que nada menos que 90 mil postos de trabalho serão criados.

Segundo o setor de Recursos Humanos do evento, 5 mil vagas já estão reservadas para pessoas que vão trabalhar diretamente com o Comitê, com salários que variam entre R$ 1, 5 mil e R$ 6 mil, em sua maioria. As outras 85 mil são para trabalhar com as empresas prestadores de serviço, como alimentação, hotelaria, transporte e limpeza. A faixa salarial desse grupo será definida pelos empregadores. Os interessados devem se inscrever no portal do ManpowerGroup Brasil (talentosmanpowergroup.com.br), responsável pela seleção dos candidatos.

Comitê Rio 2016 anuncia a criação de mais de 90 mil postos de trabalho temporário para o ano que vemDivulgação

“As contratações se darão de forma gradual. Elas começam em janeiro, mas devem aumentar em maio ou junho. Portanto, os contratos terão duração de três a nove meses. A primeira parte da seleção será feita on-line, depois virão as entrevistas pessoais”, explicou a diretora de RH do ManpowerGroup, Márcia Almstrom.

As primeiras vagas são para assistente operacional, analista operacional e líder operacional. Quem for selecionado terá a carteira assinada pelo comitê e receberá tíquete-alimentação, plano de saúde e vale-transporte. 5% das vagas serão reservadas para deficientes físicos, e 25% para negros. São esperadas ao menos 50 mil candidaturas para o comitê.

A escolha dos 85 mil terceirizados será feita pelas próprias empresas, que contarão com um banco de currículos no mesmo site. A lista de atividades contempladas inclui, entre outras, as de garçom, padeiro, sushiman, pizzaiolo e camareiro.

É possível se candidatar para mais de uma vaga, em ambos os grupos. Para agilizar o processo, interessados podem importar as informações da rede social LinkedIn para o ManpowerGroup. A única exigência para a inscrição é ter mais de 18 anos.

“Quando a gente vê o Usain Bolt correndo, vemos o resultado de imensa equipe fazendo um trabalho de formiguinha. Alguém fez o café da manhã dos atletas, arrumou a cama e os levou em segurança aos locais de competição. São mais de 60 mil pessoas contribuindo pela medalha de ouro”, disse o diretor de RH da Rio 2016, Henrique Gonzalez.

O coach de carreiras e psicólogo Carlos Eduardo Pereira detalhou ao DIA (ver abaixo) algumas dicas para quem quer se candidatar a uma das 90 mil vagas. “O candidato tem que saber se vender, no bom sentido, tanto na hora de fazer o currículo como na entrevista”, explicou o especialista.


CURRÍCULO CLARO

Na hora de fazer o currículo, a primeira coisa que deve vir abaixo do cabeçalho são os objetivos profissionais, com um pequeno texto informando o que o candidato pretende, qual o cargo ou qual a área de atividade desejada.

IDIOMA

Ter fluência em algum idioma, especialmente inglês, deixa o candidato praticamente com uma mão na vaga. O conhecimento da língua espanhola também é bem visto. A Copa do Mundo mostrou que a maioria dos visitantes vêm da América Latina e falam, obviamente, espanhol.

TÓPICOS

Em seguida, é importante colocar a experiência profissional, mas em tópicos, preferencialmente experiências de atendimento a turistas e que tenham demandado o uso de língua estrangeira.

RESUMO

É absolutamente desnecessário colocar todas as informações da sua vida num currículo. Se o candidato tiver várias experiências profissionais anteriores, basta listar as três últimas, ou as três mais importantes. Nada além disso.

SEM ENCHER LINGUIÇA

Não faça nenhuma redação ou qualquer texto exaltando suas qualidades, como informar “ter espírito de liderança”, “ser proativo” e “ter capacidade de trabalhar em grupo”. Quem se diz assim normalmente é o oposto.

UMA PÁGINA BASTA

Nada de fazer do currículo um testamento, ainda mais se o candidato for jovem e, consequentemente, com pouca experiência profissional. Uma página é mais do que suficiente. Nenhum avaliador quer ler milhares de currículos que não dizem nada.

PRIORIDADE

Seus pontos fortes devem vir sempre primeiro. A experiência profissional deve vir antes da formação acadêmica. Desde que sua experiência seja relevante. Se não for, priorize sua formação e deixe a experiência, ou a falta dela, por último. Colocar o inglês fluente por último, por exemplo, é um erro grave. O conhecimento de idiomas deve estar sempre no início do currículo.

ENTREVISTA

As entrevistas ou das dinâmicas de grupo são o momento de falar sobre si. Nesta hora, é importante não citar a necessidade do emprego, o valor salarial pretendido ou carências familiares. O empregador não quer saber dos seus dramas, mas de que forma você pode agregar valor à empresa ou ao empregador. Mostre de que forma você pode ser útil para conseguir o emprego e depois corra para o abraço.

As vagas por área

14 MIL - Alimentos e bebidas 

3 MIL - Hotelaria

7 MIL - Serviços de limpeza

8 MIL - Transporte

4 MIL - Licenciamento (lojas)

8 MIL - Ingresso e hospitalidade

Últimas de Rio De Janeiro