Por felipe.martins

Rio - Policiais prenderam, na manhã desta quinta-feira, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, um homem que utilizava uma Van Master preta que já havia sido utilizada para fazer o transporte de funcionários da TV Globo. O veículo, porém, era clonado.

Os agentes foram atrás de Wagner Alves Saldanha após denúncia. Ao saber que a polícia estava atrás dele, o homem fugiu em um Kia Sportage branco. Após um cerco ser montado na região, o carro foi visto em frente ao Hospital Estadual Rocha Faria, no entanto, Wagner não estava no local. Os agentes fizeram buscas na região e o encontraram na Rua Professor Gonçalves. De acordo com a emissora, o motorista já prestou serviços para uma cooperativa contratada pela Globo, mas não era mais um prestador ativo.

Material apreendido com o suspeito Divulgação

Os policiais viram que estavam com ele as chaves do Kia Sportage e da Van Master preta, que era o veículo clonado utilizado por ele para transportar funcionários da TV Globo. No entanto, ao ser indagado sobre a chave do carro branco, ele disse que elas estavam em sua casa, na Rua Olinda Elis, 125. Os policiais foram ao local, onde encontraram uma pistola falsa, uma chave da Sportage, além de outras oito chaves codificadas, quatro aparelhos celulares e diversos cartões de memória. 

Carro usado para o transporte de funcionários da emissora cariocaDivulgação

Ele foi encaminhado à 35ª DP (Campo Grande), onde foi constatado que sua habilitação era falsa. Havia registro de ocorrência do furto da van na 35ª DP. O furto do Kia Sportage estava registrado na 41ª DP (Tanque). Um terceiro carro furtado, cujo registro de ocorrência consta na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), também foi encontrado na residência de Wagner. Ele foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação e uso de documento falso.

Policiais apreenderam, no total, uma pistola falsa, os três veículos furtados, quatro celulares, as oito chaves codificadas, além de um crachá e diversos materiais da Rede Globo. Moradores do condomínio teriam confirmado que os veículos pertenciam ao morador "Waguinho". 


Você pode gostar