Por felipe.martins

Rio - Duas sondas do aparelho Aixplorer, adquiridas através de um projeto de pesquisa por 97 mil euros, cerca de R$ 430 mil, foram roubadas dentro do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A professora da faculdade de medicina, Cristiane Vilela, afirmou que ela e colegas perceberam o furto na quinta-feira, dia 17. O equipamento, que descobre deficiências no fígado, atende aproximadamente 30 pessoas por dia.

As sondas foram compradas há dois meses e custaram menos porque foram obtidas através de um projeto de pesquisa.Cristiane Vilela disse que no Brasil só há três aparelhos desse tipo.”Existe um mercado negro de sondas, mas que esse tipo não serve para qualquer ultrassom. Quem roubou não vai nem conseguir vender, porque ele é produzido na França", garantiu. A direção do Hospital Universitário procurou a Polícia Militar, onde soube que o caso só pode ser investigado pela Polícia Federal.


Você pode gostar