Por adriano.araujo
Cid Jackson Silva foi morto em fevereiro deste ano em MesquitaReprodução / Facebook

Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam, na manhã desta quarta-feira, Antônio Marcos Elias Dos Santos, de 18 anos, conhecido como “Pé Mole”. Ele é apontado como um dos autores do roubo seguido de morte do policial civil Cid Jackson Silva. O crime aconteceu em fevereiro deste ano em Mesquita, na Baixada Fluminense.

De acordo com o delegado da especializada Fábio Salvadoretti, contra Pé Mole foi cumprido um mandado de prisão pelo crime. Ele foi encontrado na localidade conhecida como Tomazinho, em São João de Meriti.

Lotado na Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), o policial civil Cid Jackson da Silva foi morto a tiros, no dia 21 de fevereiro deste ano, na Rua Simplício, no centro de Mesquita. Ele foi executado com tiros nas costas e um na cabeça após os bandidos descobrirem que se tratava de um policial. O agente estava acompanhado da mulher e do filho. Cid ainda foi levado para o Hospital das Clínicas de Nova Iguaçu, no bairro Juscelino, mas não resistiu. 

Outros três menores acusados de participarar do crime já haviam sido identificados e apreendidos pelo crime, um deles apontado como o autor dos disparos contra Cid.

LEIA MAIS:

Policial civil é assassinado no Centro de Mesquita

Polícia apreende menor acusado de assassinar policial civil na Baixada

Preso mais um envolvido em morte de policial civil na Baixada

Menor confessa: 'Meu sonho é sair do crime, mas o dinheiro é fácil'

Mãe de suspeito de matar policial clama por chance para filho deixar o crime


Você pode gostar