Por nicolas.satriano

Rio - Ao todo, 28 traficantes que agiam no Morro do Bumba, no bairro Viçoso Jardim, em Niterói, Região Metropolitana do Rio, foram denunciados pelo Ministério Público do estado. Segundo informações do MP, a associação criminosa comandava o tráfico de drogas na região, além de praticar outros crimes, como roubos de carros, latrocínios e homicídios. Além disso, o líder recebia mesada na prisão daqueles que assumiram o controle do tráfico.

 No inquérito, constam várias fotos dos traficantes portando fuzis nas proximidades do campo de futebol, localizado no alto da comunidade. Também há provas de que os membros da quadrilha estavam negociando a compra de um fuzil AK 47. 

A quadrilha era chefiada por Luiz Carlos Gomes Jardim, conhecido como “Luiz Queimado” ou “Coroa”, que, mesmo preso, controla parte do crime organizado em Niterói e São Gonçalo. Ele teria “arrendado” a comunidade a Amâncio Levi Clemente Moura, o “Levi Do Bumba”, e Fábio Guilherme Macedo, o “Binho”. De acordo com as investigações, o Luiz Queimado recebia R$ 5 mil por semana por esse “arrendamento”. Os três estão entre os denunciados.

Você pode gostar