Número de menores internados no Rio dobra em agosto

No mês passado, havia 2.157 adolescentes nessa situação, contra, respectivamente, 1.076 e 1.023 nos anos anteriores

Por O Dia

Rio - No fim de agosto, o número de jovens internados no Rio para cumprimento de medidas socioeducativas era o dobro do verificado no fim de 2013 e de 2014. No mês passado, havia 2.157 adolescentes nessa situação, contra, respectivamente, 1.076 e 1.023 nos anos anteriores.

A quantidade de jovens em regime de semiliberdade também aumentou: 426 em agosto, 357 em 2014 e 276 em 2013. Ou seja, no fim do mês passado, 2.583 rapazes e moças sofriam algum tipo de restrição de liberdade.

Os nem-nem

Mauro Osório, da Economia da UFRJ, ressalta que, no estado, temos cerca de 500 mil jovens entre 18 e 24 anos que não estudam nem trabalham. “Não será na base da raiva e da violência que resolveremos a questão”, conclui.

Inconstitucional

O deputado estadual Jorge Felippe Neto defende seu projeto que prevê “apreensão temporária para averiguação” de adolescentes. Diz que quer incluir órgãos de proteção no procedimento policial. Mas Breno Melaragno Costa, da Comissão de Segurança Pública da OAB-RJ, diz que a proposta é inconstitucional. “A Constituição acabou com a prisão para averiguação”, frisa.

De pijama

Comandante da PM, o coronel Pinheiro Neto volta e meia é citado por Pezão em conversas sobre a necessidade de mudanças no regime previdenciário. Aos 51 anos, ele já poderia estar aposentado.

Últimas de Rio De Janeiro