Tempestade e raios deixam cariocas sem luz e eletrodomésticos

Ressarcimento pode ser pedido à Light

Por O Dia

Rio - O temporal de domingo, com incidência de 1800 raios no Estado do Rio, causou prejuízos e transtornos aos moradores da Zona Norte. Bairros como Encantando, Engenho de Dentro, Água Santa e arredores tiveram queda de luz e aparelhos elétricos danificados.

Em Piedade, a empresária Merylaine Lopes, de 30 anos, ficou sem a TV de LED, de R$ 1.200. “Tinha a televisão há três anos. Ainda bem que me disseram que vai ter conserto”, disse.
Já a dona de casa Josefa Reyes Gil, de 44 anos, além de perder uma televisão, ficou sem telefone e internet por conta da queima do roteador. “Houve um estrondo forte de um trovão e tudo apagou. Depois, quando a luz voltou, a TV, a internet e o telefone não funcionaram mais”, relatou ela, que mora em Água Santa.

Segundo o gerente de Planejamento Operação e Manutenção da Light, Fabricio Alves Nunes, as chuvas e ventos fortes podem causar a queda da rede de energia, que pode danificar equipamentos, assim como os raios. “Se a descarga elétrica atingir a rede, pode se propagar pelo fio até chegar ao aparelho”, explicou. Em nota, a Light reconheceu a incidência de problemas por causa do temporal e informou que os consumidores lesados podem pedir ressarcimento no site (www.light.com.br) ou lojas.

Sistema do Inpe vai prever riscos

Com a maior frequência das tempestades neste início da Primavera, estação que só perde em incidência de raios para o Verão, esse problema deve ficar cada vez mais frequente. Para reduzir riscos de acidentes, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) acaba de inaugurar um sistema que prevê o potencial de descargas elétricas com 24 horas de antecedência. A ideia é emitir alertas, com margem de 85% de acerto, para que os cidadãos tomem as devidas precauções, como evitar áreas abertas e retirar equipamentos da tomada. O sistema foi desenvolvido pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica do Inpe e custou R$ 1 milhão.

Últimas de Rio De Janeiro