Milhares de alunos ficam sem aula por conta de operações policiais na Z. Norte

Segundo a SME, 3.134 estudantes foram prejudicados nas regiões do Alemão, Penha, Chapadão e Serrinha

Por O Dia

Rio - Cinco regiões da Zona Norte estão sendo palco de operações da Polícia Militar nesta quinta-feira. Homens do Comando de Operações Especiais (COE), 9ºBPM (Rocha Miranda) e 41ºBPM (Irajá) estão desde as primeiras horas da manhã nos complexos do Alemão, Chapadão, Penha, além das comunidades do Jorge Turco e Serrinha, em Rocha Miranda e Madureira, respectivamente. Por conta dessas operações, 3.134 alunos não tiveram aula.

Na região dos complexos do Alemão e Penha, onde a polícia busca pelos assassinos do soldado da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha, Caio César Ignácio Cardoso de Melo, que morreu na tarde de quarta, durante troca de tiros na região. Segundo a Secretaria Municipal de Educação (SME), uma escola e um Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) estão fechados. Essas unidades atendem 550 alunos no turno da manhã.

Em Madureira, na região do Morro da Serrinha, uma creche ficou sem atendimento nesta quinta, prejudicante 147 crianças. O bairro mais afetado foi Costa Barros. Nas proximidades do Complexo do Chapadão, cinco escolas, duas creches e dois EDIs não funcionaram. Segundo a SME, 2.437 alunos ficaram sem aula no turno da manhã.

As escolas de Rocha Miranda funcionam normalmente. Em nota oficial, a SME afirmou que todo o conteúdo perdido será reposto. Já Secretaria de Estado de Educação garantiu que suas unidades funcionaram normalmente nessas regiões.

Últimas de Rio De Janeiro