Homem acusado de tráfico internacional de drogas é preso em Ipanema

Na residência de Patrick Rubio Calmon de Aguiar, de 27 anos, os policiais encontraram dinheiro e drogas

Por O Dia

Rio - Apontado como integrante de uma quadrilha de tráfico internacional, um homem foi preso na noite de quarta-feira, em Ipanema, na Zona Sul. Patrick Rubio Calmon de Aguiar, de 27 anos, foi pego dentro de casa, na Rua Barão da Torre, onde os agentes da 45ªDP (Complexo do Alemão) encontraram drogas adquiridas por ele, durante viagens para o exterior, além de dinheiro.

Segundo a Polícia Civil%2C as drogas apreendidas com Patrick Rubio Calmon de Aguiar estão avaliadas em R%24 50 milDivulgação

Segundo as investigações que teve início no mês passado, Patrick faz parte de uma rede internacional de tráfico de drogas com origem de Amsterdam, na Holanda. Os entorpecentes eram comercializados entre jovens de classe média da Zona Sul, com preços altos. O delegado Fábio Asty afirmou que traficantes do Complexo do Alemão estavam negociando com Patrick a aquisição desses novos tipos de drogas.

"A gente identificou que os traficantes do Complexo do Alemão estavam interessados em sofisticar a venda das drogas, principalmente drogas sintéticas e derivados de haxixe", afirma o delegado, destacando que as apreensões evitaram a comercialização das novas drogas no Rio de Janeiro. "Ele vendia essas drogas para usuários locais e também para outros fornecedores. Com essa prisão, conseguimos anular a venda dessas novas drogas aqui no Rio de Janeiro. Não temos notícias de apreensão anterior desse tipo aqui no Rio", completa.

Na casa do acusado, de acordo com o delegado, foram apreendidos haxixe paquistanês e sementes para plantio, metanfetamina, wax e water hash de Amsterdam, skank, além de R$ 19.200, € 100 (cerca de R$ 428) e US$ 268 (cerca de R$ 1.020). "O público alvo dele é da alta sociedade carioca. Pelo local onde ele reside, que é em Ipanema, e o alto valor financeiro da grama dessas drogas. Para se ter uma ideia, o haxixe marroquino é comercializado para venda aqui por R$ 200 o grama", diz.

Patrick foi preso em 2010 por tráfico de drogas. Agora, a polícia segue investigando para identificar outros integrantes da quadrilha.

Últimas de Rio De Janeiro