Polícia prende homem acusado de assassinar PM dublador

Rafael Silva foi preso numa casa em Inhaúma. Caio César Ignácio morreu durante confronto em setembro, no Alemão

Por O Dia

Rio - Um homem foi preso neste domingo por agentes da 45ªDP (Complexo do Alemão), com apoio de PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha. Ele apontado como o autor da morte do policial militar Caio César Ignácio Cardoso de Melo, no dia 30 de setembro. Segundo a Polícia Civil, Rafael do Nascimento Silva, conhecido com Rafinha, de 23 anos, foi localizado numa casa na Rua Carmem Cinira, em Inhaúma.

O PM Caio César Ignácio Cardoso de Melo morreu no final de setembro após ser baleado durante troca de tiros na FazendinhaReprodução Internet

Segundo o delegado Fábio Asty, Rafinha foi preso após os policiais receberam informações sobre o seu paradeiro. Ele foi reconhecido por policiais militares que estavam com a vítima no momento do assassinato. Durante a ação, Rodrigo Freitas dos Santos, de 27 anos, também foi preso em flagrante. Ele é suspeito de ser o gerente do tráfico e autor de roubos em vários pontos da cidade.

Caio César, de 27 anos, foi baleado durante troca de tiros com traficantes na Rua Canitar, no Complexo do Alemão. Antes de ingressar na Polícia Militar, ele trabalhava como dublador. Seu personagem mais famoso era o bruxo Harry Potter. Logo após a confirmação da sua morte, a escritora J.K. Rowling lamentou a tragédia.

Em publicação em seu perfil no microblog Twiiter a autora disse estar "extremamente triste de saber que Caio César, a voz brasileira de Harry Potter, morreu aos 27 anos", e demonstrou pesar ao dizer que "os pensamentos estão com a família dele (Caio)", escreveu.

Últimas de Rio De Janeiro