Uruguaiana: Linha de crédito para amenizar perdas com o incêndio

Paes prometeu negociação com a Caixa

Por O Dia

Rio - A prefeitura do Rio se comprometeu a intermediar um acordo com a Caixa Econômica Federal, para que os comerciantes do Mercado Popular da Uruguaiana paguem suas contas e recuperem suas mercadorias por meio de uma linha de crédito. A medida foi anunciada ontem pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, que reuniu-se com os presidentes das duas associações de lojistas do local e com um grupo de comerciantes ontem, um dia após o incêndio que destruiu 204 boxes.

O comerciante Nuílton Gaudino recuperou parte de seus eletrônicos. Ainda assim, teve um prejuízo de cerca de R$ 40 mil. “Salvei alguns produtos para vender a preço de banana em alguma feirinha, mas não será suficiente. Estamos na esperança de que a prefeitura cumpra o combinado”, contou. A lojista Érica Andrade conta com a benevolência de seus fornecedores. “Vou conversar com os que trabalho há mais tempo para adiar o pagamento. Alguns ofereceram ajuda. É muito difícil começar tudo do zero”, disse.

Paes afirmou que as obras de recuperação da parte afetada pelo fogo começam hoje, e devem terminar em até três meses. Até que os boxes estejam prontos, a prefeitura pretende alocar as barracas desocupadas e espaços em outras áreas de cidade.

Apesar de a causa do incêndio não ter sido determinada, o comerciante Vinício Torres atribui ao sistema de fiação do local. “Acho que foi curto-circuito. Estão para trocar esses fios há anos. Vamos ver se agora sai do papel”, disse.

Últimas de Rio De Janeiro