Bandidos usam bombas para roubar caixa eletrônico em loja da Zona Oeste

Proprietário do estabelecimento encontra uma dinamite no local e diz estar com medo de continuar com o terminal

Por O Dia

Rio - Sete criminosos roubaram na madrugada desta terça-feira um caixa eletrônico de um estabelecimento na Estrada do Mendanha, em Campo Grande, na Zona Oeste. A ação aconteceu por volta das 3h30 e os bandidos destruíram a parede do mercado utilizando explosivos. O proprietário do local afirmou ter ficado assustado com viu o estrago feito pelo bando.

Bandidos invadiram na madrugada desta terça-feira um estabelecimento na Estrada do Mendanha%2C em Campo Grande e roubaram um caixa eletrônicoDivulgação / WhatsApp do DIA (98762-8248)

"Fui chamado pela Polícia Militar por volta das 5h. E quando cheguei aqui estava tudo estourado. Pelas câmeras vimos que foram sete homens em dois carros. Eles explodiram tudo. As cinco gavetas do caixa eletrônico estão arrombadas. A Polícia fez uma perícia encontrou aproximadamente R$ 4 mil. Mas a gente ainda não sabe exatamente quanto os bandidos levaram", afirma o comerciante Paulo Azevedo.

Policiais da 35ªDP (Campo Grande) estiveram no estabelecimento para a realização da perícia. Logo depois, Paulo Azevedo e seus funcionários começaram a tentar arrumar a loja quando levaram um susto: uma dinamite foi deixada pelos criminosos no mercado. "Depois que a Polícia Civil realizou a perícia, eu e meus funcionários estávamos fazendo uma faxina e encontramos uma banana de dinamite que não havia sido detonada. O Esquadrão Anti-Bombas esteve aqui na minha loja e retirou a dinamite", diz.

Dono do estabelecimento há um ano, o comerciante afirma que a loja não tem seguro e que agora vai contabilizar os prejuízos que devem ser grandes. "Eles arrebentaram a loja toda. Nós não temos seguro e agora vamos ver o prejuízo que vai ser enorme. As portas estão destruídas, parte elétrica, computadores. Vamos ter que ficar um tempo sem funcionar", lamenta.

Os criminosos usaram dinamites para invadir o estabecimento. O local ficou destruído e o proprietário ainda não contabilizou o prejuízoDivulgação / WhatsApp do DIA (98762-8248)

O comerciante garantiu que depois desse episódio não ficará com o caixa eletrônico em seu estabelecimento. "Não tem a mínima condição de ficar aqui. O valor que o banco paga a gente ficar com o caixa é irrisório perto do prejuízo que eu estou tendo agora. É uma pena, pois aqui não tem nada, não tem banco, não tem casa lotérica e eu deixava o caixa para ajudar os moradores", finaliza.

Últimas de Rio De Janeiro